Aos olhos do comandante Felipe Conceição, as vaias da torcida botafoguense para o atacante Rodrigo Pimpão estão intimamente ligadas à falta de vitórias, levando em conta, claro, o final do último ano.

– Quando as vitórias voltarem, a paz da torcida com ele também voltará. Não estou satisfeito com o empate, mas com o desempenho da equipe. E o Pimpão está incluído na equipe. A torcida cobra. Ela é paixão. Foram 17 finalizações, e a equipe está de parabéns pelo desempenho – opinou Felipe.

Aos 30 anos, Pimpão pensa parecido do novo treinador: o time está em evolução. E, assim quem sabe, ele não desencante?

– Perdemos jogadores importantes e experientes, mas quem está chegando está assumindo a responsabilidade. Os meninos também estão compreendendo o que o novo treinador quer. Quero ajudar a equipe da melhor maneira possível, seja com gols ou assistências. Hoje (terça-feira), a equipe criou e participei de algumas jogadas. Não estou incomodado de jeito algum (com vaias), mas a hora que a bola entrar vou ficar muito feliz – disse.

Fonte: Terra