A CBF está reformulando o comando técnico das categorias de base. Depois da demissão de Carlos Amadeu e da contratação de André Jardine para o time sub-20, a cúpula da Confederação pensa em Sylvinho para assumir a Seleção Olímpica. Segundo o Globoesporte.com, auxiliar de Tite deve ter seu nome anunciado nesta terça-feira (9 de abril) depois da posse do novo presidente da entidade Rogério Caboclo, às 14h.

O ex-lateral seguiria atuando como auxiliar de Tite até o término da Copa América e assumiria depois da competição. A seleção sub-23 deve ter três convocações até o final do ano. Em janeiro, ocorrerá a disputa do torneio pré-olímpico, que pode qualificar a equipe para as Olimpíadas de Tóquio em 2020.

Cerca de 40 nomes com idade para disputar a competição são observados pela CBF, entre eles Renan Lodi e Bruno Guimarães, do Athletico Paranaense, Léo Santos, zagueiro do Corinthians emprestado ao Fluminense, e Guga, do Atlético-MG. Durante o Torneio de Toulon, com atletas de até 21 anos, deve ter alguns testes para se ter uma base do time que disputará o pré-olímpico.

Além do nome de Sylvinho para o time olímpico, também está sendo discutido o nome do técnico Ricardo, do Botafogo. Ele é avaliado como treinador de bom conhecimento de base e já esteve cotado para assumir a Seleção sub-15.

No sub-17, há possibilidade de demissão do atual treinador Guilherme Dalla Dea, que terá reunião com o diretor da base, Branco, e com o novo presidente da CBF, Caboclo, para discutir sua continuidade no cargo depois da eliminação na primeira fase do Sul-Americano no Peru.

Fonte: Fox Sports e Globoesporte.com