Um dos mais entusiasmados com a ideia da TelexFree de colocar equatorianos para torcer pelo Botafogo na partida contra o Deportivo Quito foi o funcionário Jaime Pérez. Torcedor do Emelec, de Guaiaquil – time que também disputa a Copa Libertadores – Pérez garantiu que torcerá pelo Botafogo durante toda a competição sul-americana.

– Foi muito bonito torcer pelo Botafogo no Atahualpa. Foi uma grande partida. Agora vamos apoiar o Botafogo 100% durante toda a Copa Libertadores. Tenho certeza de que eles vão vencer o Deportivo por 4 a 0, no Maracanã, e voltaremos a apoiá-los contra o Independiente del Valle – disse Jaime, lembrando que, caso o Alvinegro passe, encontrará outra equipe do Equador já pela fase de grupos da competição sul-americana.

Na última quinta-feira, em um hotel luxuoso de Quito, a TelexFree organizou uma grande convenção, que contou com a participação de executivos da empresa e de colaboradores, como são chamados internamente os funcionários do grupo.

A decisão de colocar equatorianos para torcer pelo Glorioso foi tomada pela própria Telexfree do Equador, sem o auxílio do Botafogo, apesar da diretoria do clube estar ciente da ação. A empresa confeccionou bandeiras e camisetas parecidas com a do clube carioca e distribuiu, junto de ingressos, para equatorianos que fossem apoiar o clube.

Proibida de atuar no Brasil, a Telexfree enxerga no Botafogo uma ótima oportunidade de crescer pela América do Sul. Já funcionando no Equador, a ideia é crescer ainda mais nos países vizinhos. Então, não surpreenderá se – caso vá para a fase de grupos – mais torcedores “de aluguel” apareçam para apoiar o Botafogo pelo continente.

Fonte: Lancenet!