Apesar de o Vasco enfrentar o Santos, no domingo, no Engenhão, com portões fechados, o jogo, às 16h, ainda é considerado de risco pela Polícia Militar. Por isso, já está definido que, no dia da partida, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) estará nos arredores com seu efetivo máximo: aproximadamente 100 homens.

– Vou levar todo o meu efetivo, pois pode haver alguma manifestação ou tentativa de invasão – explica o comandante do Gepe, major Sílvio Luiz.

Como não haverá público dentro do estádio, a ideia é concentrar o efetivo do lado de fora. Dentro, o Gepe terá entre 15 e 20 homens, no máximo, para a escolta dos árbitros.

O Vasco será julgado na próxima segunda-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva devido à barbárie em São Januário no último sábado, no jogo contra o Flamengo, em São Januário. O estádio está interditado, e o clube corre o risco de perder até 25 mandos de campo.

Fonte: Blog da Marluci Martins - Extra Online