A Medida Provisória 671, popularmente chamada de MP do Futebol e que já foi votada e aprovada na Câmara dos Deputados e no Senado, traz uma importante mudança para os clubes da Série B do Campeonato Brasileiro: se também sancionada pela presidente da República, Dilma Rousseff, ela aumentará o colégio eleitoral da CBF, incluindo os times da Segunda Divisão nacional, que antes não tinham direito a voto, restrito até agora às agremiações da elite do torneio e às federações estaduais.

ESPN.com.br, então, iniciou uma pesquisa: caso o pleito fosse hoje, em quem votariam os 20 representantes da divisão de acesso?

As opções de resposta eram três: voto pela manutenção de Marco Polo del Nero, atual presidente da entidade, voto em um possível candidato de oposição ou um posicionamento neutro, isto é, “em cima do muro”.

De todos os entrevistados, apenas Sérgio Frota, presidente do Sampaio Corrêa-MA, foi contra a permanência do recém-empossado mandatário. Já Mirinho, Marco Chedid, Alberto Maia e Ernesto Francisco Garcia, presidentes, respectivamente, de Macaé-RJ, Bragantino-SP, Paysandu-PA e Oeste-SP disseram que votariam a favor de Del Nero.

Outros 13, de ABC-RN, Botafogo, América-MG, Atlético-GO, Bahia, Boa Esporte-MG, Ceará, CRB-AL, Criciúma-SC, Luverdense-MT, Paraná, Santa Cruz e Vitória, ficaram “em cima do muro”, enquanto os de Mogi Mirim-SP e Náutico não quiseram comentar sobre suas eventuais escolhas, ou seja, não se posicionaram.

Abaixo, veja quem falou por cada clube e o que disseram:

Clube: ABC-RN
Quem falou: Rogério Marinho (Presidente)
O que falou: “Irreal pensarmos em um candidato agora”

Clube: América-MG
Quem falou: Alencar Magalhães (Presidente)
O que falou: “Como não há nome definido tanto para situação, como para oposição, não temos posição definida”

Clube: Atlético-GO
Quem falou: Adson Batista (Diretor de futebol)
O que falou: “O Atético-GO não pode ter uma posição definida, até porque não será realizada a eleição amanhã”

Clube: Bahia
Quem falou: Marcelo Sant’Ana
O que falou: “Como não tem eleição, não posso falar por suposição”

Clube: Boa Esporte
Quem falou: Rildo de Moraes (Diretor de futebol)
O que falou: “Vamos pensar nisso quando chegar a hora”

Clube: Botafogo
Quem falou: Carlos Eduardo Pereira (Presidente)
O que falou: “A proposta acabou de chegar à presidente, por isso nós preferimos esperar”

Clube: Bragantino
Quem falou: Marco Chedid (Presidente)
O que falou: “Ele fez um ótimo trabalho na Federação Paulista de Futebol e, como presidente de um clube paulista, votaria nele”

Clube: Ceará
Quem falou: Robson de Catros (Vice-presidente)
O que falou: “Nós não temos nenhuma posição, isso ainda não foi discutido. Como não tínhamos peso político nenhum, nem fazia sentido. Agora, mesmo que nosso peso ainda seja pequeno, vamos conversar sobre isso”

Clube: CRB
Quem falou: Ednilton Lins (Vice-presidente)
O que falou: “O CRB está preocupado em crescer. Já pagou suas dívidas todas… O CRB não se envolve com isso, não se envolve com política”

Clube: Criciúma
Quem falou: Cláudio Gomes (Diretor de futebol)
O que falou: “O Criciúma está muito receoso e prefere aguardar as mudanças para tomar uma posição. É tudo muito novo. Até ontem não teríamos direito a voto na escolha. Eram as federações e os clubes da Série A, e essa mudança ainda vai passar por um processo de adaptação”

Clube: Luverdense
Quem falou: Helmute Lawsich (Presidente)
O que falou: “Tem muita água para rolar. Vamos ver o que acontecerá pela frente. Fui presidente da Federação Mato Grossense por dez meses, sou amigo do pessoal da CBF, não tem como atirar pedra”

Clube: Macaé
Quem falou: Mirinho (Presidente)
O que falou: “Sou a favor da manutenção do poder com o Del Nero porque ele está há muito pouco tempo no cargo e precisa de mais um período para mostrar seu trabalho, que, na na minha visão, foi muito bom em São Paulo”

Clube: Mogi Mirim
Quem falou: Rivaldo (Presidente)
O que falou: Não quis se pronunciar sobre o assunto

Clube: Náutico
Quem falou: Gláuber Vasconcelos (Presidente)
O que falou: Não quis se pronunciar sobre o assunto

Clube: Oeste
Quem falou: Ernesto Francisco Garcia (Presidente)
O que falou: “Apoiaria o Marco Polo com certeza”

Clube: Paraná
Quem falou: Luiz Carlos Casagrande (Presidente)
O que falou: “Ainda estamos longe das eleições. O Paraná prefere esperar para se posicionar”

Clube: Paysandu
Quem falou: Alberto Maia (Presidente)
O que falou: “Não temos por que votar contra o Marco Polo, até porque ele ainda está no começo do trabalho e já fez algumas boas mudanças para o futebol brasileiro”

Clube: Sampaio Corrêa
Quem falou: Sérgio Frota (Presidente)
O que falou: “O futebol precisa se democratizar mais. Precisa olhar mais para clubes menores, o que pouco é feito hoje em dia. O Sampaio, por exemplo, não tem a mesma realidade do Flamengo, por isso nos tratam de maneira diferente. Então, hoje, eu votaria em um candidato da oposição”

Clube: Santa Cruz
Quem falou: Alírio Lima (Presidente)
O que falou: “Nós não temos nenhuma questão ideológica. Tenho muito receio das generalizações, oposição por ser oposição ou situação por ser situação. Vamos analisar individualmente as pautas dos futuros candidatos”

Clube: Vitória
Quem falou: Raimundo Dias Viana (Presidente)
O que falou: “Sou amigo do Marco Polo del Nero, tenho profundo respeito por ele, mas o Vitória prefere esperar a aproximação das eleições para ter uma posição definida”

Fonte: ESPN.com.br