Com a realização dos jogos entre Chapecoense x Corinthians e Atlético-MG x Vasco – ambos com vitórias dos visitantes -, adiados da 21ª rodada, o Campeonato Brasileiro voltou a ter todos os clubes com o mesmo número de partidas disputadas, deixando mais clara a classificação. E o que ficou mais nítido também foi o péssimo desempenho dos times que ocupam as últimas posições na tabela. O pior no atual modelo após 22 confrontos.

Nunca, desde 2006, quando o Brasileirão passou a ser disputado por ponto corridos com 20 equipes, o 17º colocado – primeiro dentro da zona de rebaixamento – teve uma pontuação tão ruim. Posição hoje ocupada pelo Cruzeiro, com 19 pontos – mesma do CSA, 18º.

No ano passado, por exemplo, neste mesmo momento do campeonato, quem abria o Z4 era a Chapecoense com 24 pontos. Mesma pontuação do Internacional em 2016, Náutico em 2009 e Flamengo em 2006. Em 2017 a mesma Chape era 17ª com 25 – a maior nestes anos -, seis a mais que a Raposa atualmente.

A pontuação é tão baixa que é inferior inclusive a do Ipatinga, lanterna em 2008 após 22 jogos, com 20 pontos conquistados.Se por um lado isso demonstra o fraco desempenho dos times da parte de baixo, os números apontam também para uma possível redução da linha de corte no Brasileiro. Normalmente traçada nos 45 pontos – o que não é uma regra -, a disputa deste ano pode oferecer a menor pontuação para quem quer se manter na Série A.

Até hoje, o time que se salvou com menos pontos neste formato de campeonato foi o Palmeiras, em 2014, com 40. No entanto, permaneceria de na elite com apenas 39, já que o Vitória, 17º, caiu com 38. Naquela edição, na 22ª rodada, o Botafogo era o primeiro dentro da zona com 22 pontos, três a mais que o Cruzeiro atualmente. O Vitória era lanterna com 21.

Se o aproveitamento das equipes não subir nesta reta final, é bem possível que tenhamos clubes se safando da degola com menos de 40 pontos. Melhor pra uns, pior para outros.

17º colocado após 22 rodadas desde 2006:

2006 – Flamengo – 24 pontos
2007 – Atlético-PR – 23 pontos
2008 – Náutico – 22 pontos
2009 – Náutico – 24 pontos
2010 – Atlético-MG – 21 pontos
2011 – Atlético-MG – 21 pontos
2012 – Palmeiras – 20 pontos
2013 – Flamengo – 22 pontos
2014 – Botafogo – 22 pontos
2015 – Avaí – 23 pontos
2016 – Internacional – 24 pontos
2017 – Chapecoense – 25 pontos
2018 – Chapecoense – 24 pontos
2019 – Cruzeiro – 19 pontos

Vote nas enquetes abaixo:

Fonte: Terra