Campeão Estadual, titular absoluto do Botafogo e observado pelo treinador da Seleção Brasileira. A temporada de 2018 vai ficar marcado na memória de Marcinho. Aliás, não só na do lateral. Sobrinho de Waldemar Lemos, o jogador fez o tio se orgulhar muito ao longo de todo o ano. Em entrevista, ao Esporte 24 Horas, o treinador contou como se sente acompanhando o sucesso de um dos seus.

“Eu acompanhei muito da vida do Marcinho. Esse status que ele atingiu, a gente não fica surpreendido, mas, agradecido pela oportunidade. Além disso, ele teve a possibilidade de ser visto por alguém tão importante como o treinador da Seleção Brasileira. Agora, diante da dedicação e qualidade que ele apresenta, a gente não fica surpreendido com o sucesso que ele atingiu”, declara Waldemar.

O sucesso foi tão grande que já se começa a falar sobre sua saída do Botafogo. Na última semana, Corinthians se mostrou disposto a tirar Marcinho do clube carioca. Aliás, em 2018, a relação do lateral com a torcida alvinegra também foi cheia de intensidade. Aclamado no Carioca, o atleta sofreu algumas críticas ao longo da temporada. Mas ele está preparado para lidar com elas. Pelo menos é o que garante Waldemar Lemos. De acordo com o treinador, seu sobrinho tem uma cabeça boa para lidar com as repercussões do seu trabalho.

“Assim como os elogios, as críticas ajudará no crescimento dele. Ele sabe muito bem controlar tanto um lado quanto o outro. Sabemos que isso acontece bastante. No futebol, os torcedores sentem paixão e não amor. Por isso, as pessoas não param para analisar que ele é um prata da casa, feito no Botafogo e que vale muito ao clube. Mas ele sabe lidar com os elogios e críticas que recebe”, garante Waldemar.

Início de carreira complicado

Assim que chegou ao profissional, Marcinho teve que lidar com um dos momentos mais difíceis da sua carreira. Uma ruptura no ligamento do joelho direito tirou o jogador de ação por seis meses. Hoje, diante do status que alcançou, a lesão se tornou um símbolo de superação. Mas, de acordo com Waldemar Lemos, o período foi muito complicado.

“Logo início da carreira, ele teve uma contusão muito séria. Nós o ajudamos muito na recuperação. Esse ano ele tem melhorado cada vez mais, principalmente, nessa parte física. Ele teve que se reeducar de várias formas”, conta.

Surpresa na lateral

Apesar de todo processo que foi submetido, Marcinho deu a volta por cima e se tornou um dos destaques na temporada alvinegra. Embora o sucesso não tenha surpreendido, outro detalhe deixou a família atônita: Marcinho na lateral. Atentos ao seu desenvolvimento, os familiares se acostumaram a vê o atleta em posições mais ofensivas. Para Waldemar, a capacidade dele compor uma linha defensiva foi uma grata surpresa a todos.

“O Marcinho tem qualidades importantíssimas na parte técnica. Por isso, ficamos até surpresos, quando ele foi escolhido para compor um sistema defensivo pelo lado direito. Além disso, o jogador apresenta capacidade de atuar no meio campo mais perto do atacante ou fazendo mais o meia pela direita, ajudando na segunda linha”, analisou Waldemar Lemos.

Fonte: Esporte 24 Horas