O Botafogo chegou a três vitórias consecutivas no último fim de semana e, sob o comando de Eduardo Barroca, tem conseguido apresentar um bom futebol, além dos resultados satisfatórios no Campeonato Brasileiro. No entanto, chama a atenção o fato de dois jogadores de confiança de Zé Ricardo estarem com pouco espaço neste início de trajetória do novo comandante alvinegro: Jean e Luiz Fernando.

No último jogo, Jean ficou de fora da relação por conta de um entorse no tornozelo esquerdo. “Cão de guarda”, ele já está treinando normalmente, mas a tendência é que o volante emprestado pelo Corinthians siga no banco de reservas e, sem ter um perfil requisitado de dinâmica na saída de bola, como o agora titular Bochecha, à espera de sua primeira oportunidade com Barroca.

Com 17 jogos na temporada passada, Jean vinha sendo titular até Barroca assumir o comando técnico. A sua última aparição em campo ocorreu no dia 11 de abril, quando o Botafogo perdeu na partida de volta contra o Juventude, foi eliminado na Copa do Brasil e acabou por demitir Zé Ricardo. Jean deu uma assistência e foi expulso no dia.

Já Luiz Fernando soma alguns minutos com o novo treinador (45, ao todo). Autor de sete gols em 54 jogos em 2018, Luiz não iniciou bem este ano, tanto que passou a ser reserva ainda com Zé, que tinha o deslocado para ser o articulador e na sua recuperação técnica uma das prioridades. Não foi possível, contudo, e a falta de credibilidade atual pôde ser constatada nos dois últimos jogos, quando Yuri é quem foi acionado do banco.

Dentre os 11, Erik e Rodrigo Pimpão têm feito as funções de extremos, mas Luiz Fernando mostrou, em postagem no seu Instagram, que não está desanimado:

O próximo desafio do Botafogo será neste domingo, contra o Goiás, no Serra Dourada, pela quinta rodada do Brasileirão. A tendência é que a dupla, no decorrer da temporada e com uma sequência mais pesada de jogos, tenha oportunidades e possa dar a volta por cima.

Fonte: Terra