Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

28/05/21 às 21:30 - OBA

Escudo Vila Nova
VLN

X

Escudo Botafogo
BOT

Taça Rio

22/05/21 às 15:05 - São Januário

Escudo Vasco
VAS

X

Escudo Botafogo
BOT

Taça Rio

16/05/21 às 11:05 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

1

Escudo Vasco
VAS

Treinado por Zé Ricardo, Lazaroni dá boas-vindas ao técnico e enaltece entrega em empate

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Depois da precoce demissão de Marcos Paquetá, coube a Bruno Lazaroni a missão de assumir a bronca de comandar a equipe do Botafogo com apenas uma sessão de treino para encarar o Santos, neste sábado, na abertura da 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar terminou empatado em 0 a 0.

Logo após o jogo, Lazaroni foi à sala de imprensa e, pela primeira vez, concedeu entrevista coletiva e falou sobre suas expectativas para a chegada de Zé Ricardo, anunciado pela diretoria botafoguense minutos antes da partida.

– Eu só fiquei sabendo do acerto definitivo do Zé do ônibus para cá. Assim como Paquetá, que era muito organizado, o Zé é um excelente profissional. Falei para o grupo que vem mais uma pessoa para nos ajudar. Vem com o auxiliar, o Cléber, e tem tudo para dar certo. Vou passar o perfil do grupo. Ele tem meio caminho andado para dar certo aqui – disse Lazaroni, que revelou ter sido treinado por Zé Ricardo nos tempos de futsal:

– Zé Ricardo foi meu treinador de futsal, tinha talvez 12 ou 13 anos. Meu pai quando dava aula em colégio municipal ou estadual, o Zé Ricardo foi aluno dele. Eu o conheço da época da base e tenho um bom relacionamento com ele.

Bruno Lazaroni também externou a emoção de comandar o Botafogo pela primeira vez, sob os olhares do pai, Sebastião Lazaroni, ex-técnico da Seleção Brasileira e que estava no Niltão. Outro destaque na conversa com jornalistas foi a citação da entrega dos jogadores no empate.

– Não fizemos o gol, mas não tira o mérito do empenho e da entrega dos jogadores. Primeiro tempo foi muito bom. A equipe estava organizada, acho que tivemos o controle de 30 a 35 minutos. Acredito que perdemos o controle por alguns erros técnicos – completou o ex-jogador de Fluminense e América-RJ.

O Botafogo empatou com o Santos e, por isso, deve seguir na parte inferior da tabela, agora com 21 pontos. O próximo desafio será contra o Paraná, domingo, fora de casa, também pelo Brasileirão.

Fonte: Terra

Notícias relacionadas
Comentários