Faz mais de dois anos. Na última vez que o Botafogo superou o América-MG, o cenário do time era parecido. Não havia a crise dos tempos atuais, até porque era uma partida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, e não um duelo próximo da reta final da competição, como agora.

De lá para cá, o Glorioso foi derrotado duas vezes, ambas por 1 a 0 e fora de casa: no segundo turno de 2016 e no primeiro turno deste ano. Mas naquela ocasião, a percepção geral era de que o time então comandado por Ricardo Gomes brigaria contra o rebaixamento.

E nem havia tanta contestação quanto a isso pelo que a equipe, retornante à primeira divisão nacional, apresentava. Mas o técnico se transferiu para o São Paulo, Jair Ventura assumiu, remodelou a equipe e a classificou à Copa Libertadores da América.

No jogo em questão, Sassá, hoje no Cruzeiro, marcou três gols, sendo dois de pênalti. Do grupo que foi à Volta Redonda e seguem no time, Luis Ricardo foi titular, assim como Leandrinho. Fernandes entrou no segundo tempo, e hoje está emprestado.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 1 AMÉRICA-MG
Estádio:
 Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data/hora: 15/6/2016 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Raposo (DF)
Auxiliares: Daniel da Silva (DF) e José Reinaldo (DF)
Renda/público: R$19.580,00/1.255 presentes
Cartões amarelos: Renan Fonseca (BOT) e João Ricardo e Sávio (AME)

GOLS: Sassá 23’/1ºT (1-0), Sassá 31’/1ºT (2-0), Sassá 38’/1ºT (3-0) e Sávio 2’/2ºT (3-1).

BOTAFOGO: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Airton (Fernandes – Intervalo), Bruno Silva, Gervásio Núñez (Salgueiro – 40’/2ºT) e Leandrinho; Neilton e Sassá (Ribamar – 26’/2ºT) – Técnico: Ricardo Gomes.

AMÉRICA-MG: João Ricardo, Helder, Arthur, Adalberto e Danilo; Juninho, Claudinei (Matheusinho – 27’/2ºT), Alan Mineiro (Tiago Luis – 12’/2ºT) e Eduardo (Sávio – Intervalo); Osman e Borges – Técnico: Sérgio Vieira.

Fonte: Terra