Embalado pelos dez gols do atacante Sassá, o Botafogo vive a expectativa de voltar a ter o artilheiro do Brasileiro após 21 anos. Igualado na disputa com Robinho (Atlético-MG) e Gabriel Jesus (Palmeiras), o camisa 9 tem a aprovação de Túlio Maravilha, ídolo e último goleador alvinegro na competição com 23 gols, em 1995. Neste domingo, o Glorioso enfrenta o Cruzeiro, às 16h, no Mineirão.

— Boto fé no Sassá. É jovem, sabe usar a velocidade e a presença na área para marcar — analisa Túlio, também artilheiro em 1994, com 19 gols: — O Botafogo tem formado bons atacantes. Vimos o Vitinho, o Ribamar e o Luis Henrique…

Além de elogiar as características de Sassá, Túlio ressalta a parceria do jovem com Neilton, que tem sete gols no Brasileiro. Em uma comparação bem modesta, o ídolo lembrou a dupla campeão nacional de 1995: ele e Donizete.

— O Sassá veste a 9, do Pantera, e o Neilton, a 7, que foi minha. Essa numeração dá esperança aos torcedores. A dupla está afiada, acredito que tem muito a evoluir ainda — aposta o Maravilha.

Túlio tem consciência de que o título do Brasileiro é difícil, apesar da boa fase — são quatro vitórias nas últimas cinco partidas. Porém, a sua expectativa é alta.

— A vaga na Libertadores é possível. O Sassá ainda vai ser o artilheiro e o Camilo vai ganhar o prêmio Puskas, por causa do seu golaço contra o Grêmio — sonha o ídolo alvinegro.

Fonte: Extra Online