Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Um dos principais nomes do elenco do Botafogo, Camilo perde espaço no meio

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Uma das principais conquistas no trabalho de Jair Ventura no Botafogo até aqui foi ter transformado um elenco enxuto no papel em um grupo com várias opções. O meio-campo é o exemplo mais claro desse “milagre da multiplicação”. Mesmo com a saída de Montillo, que se lesionou e decidiu se aposentar, o técnico conseguiu, com um improviso aqui e outro acolá, montar uma “meiuca” de respeito. Bom para o Alvinegro, ruim para um atleta que, no momento, perde espaço: Camilo.

O clássico de quarta-feira, contra o Fluminense, mostrou isso. Sem Bruno Silva, machucado, Jair optou por João Paulo na direita e Marcos Vinícius no meio, como o camisa 10. A escolha surpreendeu porque o recém-chegado não tinha jogado como titular e ainda precisa aprimorar a forma física — tanto que saiu cansado aos 16 do segundo tempo. Foi substituído justamento por Camilo, que não aproveitou bem a chance.

Os principais “culpados” pela perda de espaço de Camilo — além de seu próprio desempenho abaixo do esperado — são Matheus Fernandes e João Paulo. Se Camilo fosse titular, um dos dois poderia atuar como terceiro homem no meio, com o outro na reserva. Mas, como ambos estão bem, o técnico opta por escalá-los juntos, com João Paulo adiantado.

A chegada do chileno Leo Valencia, meia que também joga para frente, deve dificultar ainda mais a vida de Camilo. O jogador, contratado ano passado da Chapecoense, tem vínculo até maio de 2018 e negocia a renovação.

Notícias relacionadas
Comentários