Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 00:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

União, profissionalismo e entregar Botafogo melhor: o primeiro discurso de Durcesio Mello como presidente

28 comentários

Compartilhe

Durcesio Mello - Cerimônia de Posse do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Durcesio Mello é oficialmente o novo presidente do Botafogo. Ele foi empossado nesta segunda-feira, em General Severiano, para mandato de quatro anos, e fez seu primeiro discurso.

O presidente fez diversos agradecimentos, pregou união dos botafoguenses e profissionalismo, pensando em entregar um Botafogo melhor daqui a quatro anos.

Leia abaixo o discurso de Durcesio:

– Antes de começar meu discurso, quero agradecer ao Nelson Mufarrej, que me mandou mensagem, está com suspeita de Covid e não pôde vir. Tem sido fantástico na transição. Quero agradecer muito a ele e pedir desculpas em nome dele por não estar aqui. Agradeço às palavras maravilhosas do Mauro (Sodré, novo presidente do Conselho Deliberativo). Se tenho um sonho, é ter todos os botafoguenses juntos. Tem um amigo aqui na mesa que disse que não frequentava mais o clube por causa da política. Quero unir os botafoguenses, trazer todo mundo, todos amam o Botafogo. O Botafogo não tem mais tempos, precisa de todos ajudando e unidos. Unidos já é difícil colocar o Botafogo no lugar onde merece, imagina com brigas. Um sonho que tenho é unir esse Botafogo, fazer todo mundo trabalhar por esse novo Botafogo que vamos fazer.

Prezados presidente Nelson Mufarrej, membros da diretoria e Conselho Deliberativo, botafoguenses do Brasil e exterior, gostaria de agradecer a todo sócio-proprietário que acreditou no nosso projeto de fazer um novo, moderno e profissional Botafogo. Não poderia deixar de agradecer a Nelson (Mufarrej), Alessandro (Leite), (Ricardo) Rotenberg e todos os funcionários, que contribuíram para uma transição exemplar. Já começamos sabendo de muita coisa do Botafogo. Que se torne padrão para futuras gestões, mostraram transparência, seriedade, responsabilidade e espírito de botafoguense. Agradeço às diferentes políticas que construíram comigo o projeto de modernização do Botafogo. De forma semelhante, quero fazer um agradecimento ao meu grande amigo e um dos maiores botafoguenses da história, (Carlos Augusto) Montenegro, que me ajudou a chegar aqui.

– Os desafios são enormes, a começar pela grave situação financeira, que vai exigir grande esforço. Aproveito para convocar todos os botafoguenses para nos unirmos e colocarmos o Botafogo onde merece, como clube vencedor e de forte tradição. Creio que nossa vitória se deve muito às nossas propostas, de Botafogo profissional, gestão ética e transparente, considerando a torcida o maior patrimônio do clube. Temos que pensar com criatividade e inovação, pois manter o modelo atual já se mostrou ineficaz e improdutivo. Sou um otimista por natureza e, como empresário há 38 anos, aceito tomar risco necessários. Sei dos enormes desafios que Vinicius (Assumpção), eu e todos que estão trabalhando teremos pela frente. Estou muito confiante e espero em quatro anos deixar um Botafogo ainda melhor e maior. Sou novíssimo na política do Botafogo, mas não sou novo na vida desse clube que tanto amo e já ajudei.

– Nosso projeto, além da profissionalização, implementação de governança corporativa e conduta ética, vislumbra pontos importantes como: incentivo aos esportes olímpicos, totalmente autossustentáveis, o que implica em recuperar nossas CNDs; melhorar e revitalizar nossas sedes para atender os sócios e incentivar a entrada de novos membros; criar o Instituto Glorioso, que irá capacitar e valorizar nossos ex-atletas; viabilizar projetos sociais para Estádio Nilton Santos, Mourisco Mar e eventualmente outras sedes; e no futebol capacitar ainda mais a estrutura de apoio aos atletas e trabalhar para finalmente termos CT de altíssimo nível, onde a base poderá se desenvolver e gerar frutos para o nosso time profissional, a integração vai melhorar a transição e criar DNA do Botafogo; outra meta é fortalecer e tornar mais amigável o projeto de sócio-torcedor, tornar mais factível o direito de voto desses sócios, se possível já na próxima eleição. Afinal, não é bom o destino de um clube da grandeza do Botafogo ser decidido por mil pessoas.

– Para encerrar, gostaria de agradecer minha esposa Sandra, meus filhos Pedro e Fernanda e a muitos amigos e familiares que me apoiaram nesse sonho. Sei o que passaram durante a campanha e o que passarão nesses quatro anos, por ter minha presença reduzida, mas por uma grande causa. Por fim, com carinho especial, aos meus pais botafoguenses, que devem estar comemorando no céu mais esse sonho que consegui realizar. Muito obrigado a todos, um glorioso 2021, saudações alvinegras.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários