Com as arestas aparadas, Leo Valencia revelou que a relação com Alberto Valentim não sofreu abalo após o episódio no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca. Substituído contra o Vasco, o chileno discutiu com o treinador a caminho do banco de reservas.

“Não dá para falar disso, mas todo jogador quer ajudar. Não é natural a reclamação, mas já conversei com o Valentim e passou. Só pensamos no bom resultado contra o Audax”, disse Valencia.

Brenner também não aprovou a saída para a entrada de Kieza e, assim como Valencia, levou um puxão de orelhas da diretoria do Botafogo. Os jogadores postaram mensagens nas redes sociais para se retratar com o clube, treinador e torcedores.

Fonte: O Dia Online