Na última quarta-feira, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) acatou pedido do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e tirou 3 pontos do Palmeiras na tabela do Campeonato Brasileiro, por conta do pedido de anulação de jogo feito pelo Botafogo.

O clube carioca alega erro de direito por conta do uso do VAR e pede a anulação do confronto.

O problema aconteceu no lance do pênalti que originou o gol da vitória do Verdão. O goleiro Gatito deu rebote após finalização de Dudu. Deyverson ficou com a sobra e caiu na disputa de bola, mas o árbitro Paulo Roberto Alves Jr deu amarelo para o atacante palmeirense por simulação. Segundo o Botafogo, o jogo foi reiniciado, mas o VAR chamou a atenção do juiz, que revisou o lance e apontou pênalti – convertido por Gustavo Gómez e que definiu o placar em Brasília.

Não é a primeira vez, porém, que uma trapalhada dessas acontece.

Na Alemanha, um lance ainda pior marcou a temporada 2017/18 da Bundesliga. Durante jogo entre Mainz e Freiburg, em 16 de abril de 2018, o árbitro Guido Winkmann aprontou uma daquelas e deixou os atletas das duas equipes bastante confusos.

No último lance da etapa inicial, já nos acréscimos, o lateral Brosinski, do Mainz, invadiu a área e cruzou, mas a bola bateu na mão de Kempf, do Freiburg. O juiz, no entanto, não marcou nada, e apitou o final do primeiro tempo logo em seguida.

No entanto, quando eram decorridos sete minutos do intervalo, o VAR revisou o lance e avisou o árbitro de que deveria marcar pênalti. Winkmann, então, não teve dúvidas: mandou que os dois times voltassem dos vestiários e que a penalidade fosse batida.

Os atletas do Freiburg reclamaram muito, mas não teve choro, nem vela: De Blasis bateu e fez 1 a 0 para o Mainz, que acabaria vencendo a partida por 2 a 0, em resultado que foi decisivo para evitar o rebaixamento do time alvirrubro.

Após a partida, o diretor-esportivo do Freiburg, Jochen Saier, disparou contra a decisão do árbitro.

“Deixamos esse jogo com um gosto amargo na boca. Infelizmente, temos que aceitar isso com um peso no coração. Na nossa cabeça, quando o árbitro apitou o final do primeiro tempo, o primeiro tempo teria acabado…”, ironizou.

Apesar da reclamação, não houve movimentação da equipe derrotada nos bastidores, e o resultado de 2 a 0 para o Mainz persistiu normalmente até o encerramento da Bundesliga.

Quanto a Botafogo x Palmeiras, a tabela do Brasileirão permanecerá com os 3 pontos deduzidos do Alviverde até que o caso seja julgado pelo STJD, em sessão ainda sem data marcada.

Por meio de nota, o Departamento Jurídico do Verdão se posicionou e disse entender a anulação temporária do resultado do jogo para análise do caso no STJD. No entanto, salientou que tem “total convicção” de que a partida não será anulada no “tapetão”.

“O Palmeiras tem total convicção na manutenção dos três pontos conquistados depois que o mérito for analisado. O clube entende ser procedimental a atitude adotada pelo STJD e irá se defender no Tribunal”, escreveu.

Fonte: Terra