Na semana da primeira partida pela decisão do Campeonato Carioca que começa no domingo contra o Botafogo, a diretoria do Vasco tem encaminhadas pelo menos três contratações para o Campeonato Brasileiro. Os jogadores se encaixam no perfil atual do clube, já que virão sem custos e com salários num patamar aceitável pela diretoria. Trata-se do lateral esquerdo Júlio César, de 32 anos, ex-Fluminense e Botafogo, do volante Diguinho, que tem a mesma idade e também passou por Flu e Bota, além do meia Carlos Alberto, que tem 30 anos e retornaria ao clube de São Januário após passagem entre os anos de 2009 e 2013.

Aliás, a vinda do meia passa por um acordo de uma dívida que o clube contraiu com o jogador na antiga administração na casa de R$ 2 milhões. Na Colina, o jogador foi o grande destaque e líder do time que trouxe o Vasco de volta à primeira divisão em 2009, após a primeira queda para Série B no ano anterior. Em 2011, após divergências com a então diretoria, Carlos Alberto foi emprestado ao Grêmio, e posteriormente ao Bahia. Em 2012 retornou ao clube para uma passagem sem brilho, chegando a atuar pela Libertadores. Em julho de 2013, com o término do contrato, o Vasco aptou por não renovar com o atleta. Apesar de ser tentandor voltar para o clube onde já foi ídolo, o jogador pode aceitar uma proposta do Figueirense, que ofereceu um salário de R$ 140 mil para levar CA 19 para Santa Catarina. A equipe catarinense entrou forte no negócio e tem boas chances de levar o meia.

Júlio César, Carlos Alberto e Diguinho estão sem clube desde o ano passado. O lateral deixou o Botafogo demitido pela diretoria alvinegra, ainda sob o comando de Maurício Assumpção, ao lado de Emerson Sheik e Bolívar. Logo sem seguida, os três concederam uma polêmica entrevista coletiva quando criticaram muito o clube. Já Diguinho deixou o Fluminense após não chegar a um acordo para renovação de contrato, no fim de 2014.

Além deles, o Vasco também tenta o meia Fellype Gabriel, que se recupera de uma cirurgia no joelho no Centro Científico do clube. O jogador que ainda tenta a liberação na FIFA, recebeu outras propostas, mas pesa o fato de já estar treinando em São Januário.

O assunto é tratado com cautela no clube por conta das finais do Carioca, mas as negociações devem ser concretizadas depois do segundo jogo da decisão. Ainda durante a disputa do Estadual, o Vasco avaliou a necessidade de reforçar o elenco para o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil com pelo menos mais três ou quatro jogadores. Na conta estão um lateral-esquerdo, um volante, um meia e um atacante.

Fonte: Site da Rádio Globo