Viagens canceladas e perda de peças: a parada dos grandes

Compartilhe:

Em segundo plano por causa da Copa das Confederações, os clubes cariocas tiveram cerca de três semanas para se preparar. O ritmo lento, porém, marcou a intertemporada de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco. Viagens canceladas por falta de dinheiro e algumas folgas foram rotina nos grandes do Rio de Janeiro durante o período. Sem pressão, os clubes puderam trabalhar rumo ao segundo semestre da temporada.

Botafogo e Vasco cancelaram viagens para Pinheiral, em medida tomada por causa dos atrasos salariais. O Fluminense, no entanto, entrou no avião para preparação nos Estados Unidos. Por sua vez, o Flamengo pegou o ônibus rumo à cidade que os rivais abdicaram. Enquanto isso, os quatro grandes trabalharam nos bastidores, mas não foram efetivos. Os clubes perderam jogadores importantes e não conseguiram nomes de impacto no mercado. O UOL Esporte faz resumo e dá detalhes do que aconteceu com cada time durante a Copa das Confederações. Veja:

BOTAFOGO ENCARA PROBLEMAS FINANCEIROS E NÃO SONHA COM CONTRATAÇÕES

  • Satiro Sodré/SSPressFolgas: 12 dias
    Treinos: 12
    Viagem: Pinheiral cancelada
    Amistosos: Empate por 1 a 1 em jogo-treino com Audax
    Saídas: Fellype Gabriel (Sharjah-EAU), Andrezinho (Tianjin Teda-CHI), Fabiano (Audax-SP) e Rodrigo Dantas (Macaé)
    Chegadas: Elias (Resende), Alex (Dibba United (EAU), Dankler (Vitória)
    Em negociação: –
    Próxima partida: contra Figueirense, às 21h de quarta-feira, pela Copa do Brasil
    Boa notícia: Todos os jogadores se reapresentaram no dia 8, mas Seedorf ficou mais quatro dias na Holanda resolvendo problemas particulares. Voltou apenas na segunda, dia 24, mas já treinou com os companheiros e mostrou boa forma física.
    Má notícia: O Botafogo cancelou a intertemporada que faria em Pinheiral. O clube alegou corte de custos e que gastaria cerca de R$ 300 mil com a viagem. Porém, a diretoria havia prometido quitar parte dos salários atrasados, o que não ocorreu. O elenco era contra viajar e teve sua vontade aceita. Atualmente, o Alvinegro deve um mês de salário atrasado (referentes a maio), além de premiações. Junho vencerá no dia 20 de julho.

FLAMENGO CONTA COM CHEGADA DE MANO E TEM PAZ DURANTE PREPARAÇÃO

  • Alexandre Vida/ Divulgação FlamengoFolgas: 10 dias
    Treinos: 16
    Viagem: Pinheiral
    Amistosos: Vitória por 1 a 0 em amistoso com o São Paulo
    Saída: Renato Abreu (dispensado)
    Chegadas: Mano Menezes
    Em negociação: Adrían Martinez (San Lorenzo-ARG) e Emerson Sheik (Corinthians)
    Próxima partida: contra Coritiba, às 18h30 de sábado, pelo Brasileiro
    Boa notícia: O Flamengo trabalhou duro neste período de pausa no Brasileiro. A equipe treinou cinco dias em período integral e trabalhou por 12 dias seguidos. Fora o choque pela dispensa repentina de Renato Abreu (no mesmo dia da chegada de Mano e um dia antes da reapresentação), o elenco teve certa tranquilidade nesta intertemporada.
    Má notícia: Em campo, Mano Menezes optou por usar uma mesma equipe titular em todos os treinamentos e dar uma identidade ao time. A formação preferida foi: Felipe, Léo Moura, Gonzalez, Wallace e João Paulo; Cáceres, Elias, Gabriel e Paulinho; Carlos Eduardo e Marcelo Moreno. As principais mudanças em relação ao time comandado por Jorginho foram as voltas de Wallace (renegado pelo antecessor), João Paulo e Cáceres (retornou de lesão) aos titulares. Carlos Eduardo, por sua vez, ganhou papel como segundo atacante e falhou em teste contra o São Paulo. Ele segue como a grande dúvida do elenco rubro-negro.

FLUMINENSE VAI AOS ESTADOS UNIDOS E USA PARADA PARA SE ORGANIZAR

  • Nelson Perez/Fluminense FCFolgas: 6 dias
    Treinos: 11
    Viagem: Estados Unidos
    Amistosos: Vitória por 4 a 3 em amistoso com o Orlando City
    Saída: Wellington Nem (Shakhtar Donetsk)
    Chegadas:
    Em negociação: Thiago Neves (saída – Al Hilal)
    Próxima partida: contra o Botafogo, às 18h30 de domingo, pelo Brasileiro
    Boa notícia: O Fluminense aproveitou a parada no calendário do futebol brasileiro principalmente para tentar internacionalizar sua marca nos Estados Unidos. A excursão de sete dias em Orlando rendeu contatos para que o clube volte em 2014, durante a Copa do Mundo. Além disso, o gerente de futebol Marcelo Teixeira também coletou informações para o futuro CT da equipe carioca. Dentro de campo, Samuel e Rafael Sobis, além dos jovens da base, foram os destaques no único amistoso realizado.
    Má notícia: O Fluminense vive dias difíceis no mercado de transferências. O clube das Laranjeiras já definiu que não irá fazer grandes movimentações para contratar jogadores e preza pela austeridade. A parada serviu para a diretoria rever alguns planos e tentar diminuir a folha salarial. Dentro dessa estratégia, está a saída do “caro” Thiago Neves. O meia está em negociação com Al Hilal, clube da Arábia Saudita e pode se despedir nos próximos dias.

VASCO SE MOVIMENTA NOS BASTIDORES PARA CUMPRIR PROMESSA A AUTUORI

  • Marcelo Sadio/Vasco.com.brFolgas: 6 dias
    Treinos: 21
    Viagem: Pinheiral cancelada
    Amistosos: Vitória por 4 a 0 em jogos-treino contra América. Derrota por 2 a 1 em jogo-treino com o Madureira
    Saída: Thiago Feltri (rescindiu contrato com o clube)
    Chegadas: Rafael Vaz (Ceará-ITA) e Reginaldo (Siena-ITA)
    Em negociação: Emerson Sheik (Corinthians), Neto (Fiorentina-ITA) e Gomes (Tottenham-ING)
    Próxima partida: contra o Internacional, às 16h de domingo, pelo Brasileiro
    Boa notícia: O período sem jogos do Vasco foi marcado pela intensa movimentação nos bastidores por conta da busca pelas certidões negativas de débitos – documento emitido pela Receita Federal que comprova a não existência de dívidas com órgãos públicos. O acordo está sacramentado e deve ser divulgado nos próximos dias, quando o clube também vai anunciar a chegada de três novos patrocinadores. A entrada de R$ 31 milhões em caixa será fundamental para pagar dívidas com o elenco. A diretoria quitou abril na última sexta-feira para parte dos jogadores.
    Má notícia: A situação financeira complica a vida do Vasco. A viagem cancelada para a intertemporada é somente um capítulo da série de dificuldades que o clube enfrenta. A diretoria entra em mês decisivo para evitar mais efeitos negativos. O técnico Paulo Autuori lembra da promessa feita a ele em sua chegada, mas já deu sinais de que está impaciente e apoia os atletas, que chegaram a deixar de treinar do último sábado por causa da falta de pagamento das dívidas.


Fonte: UOL
Comentários