A vitória do Botafogo sobre o Defensa y Justicia, por 3 a 0, nesta quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, foi maiúscula vista por diversos aspectos. Desportivamente, óbvio, pelo triunfo e a classificação alcançada. Nos números, por sua vez, pelo quase ineditismo do resultado em terras argentinas.

Desde fevereiro de 1966 que o Glorioso não triunfava sobre um clube argentino em seu país. A última vez havia sido contra o Racing, em Avellaneda, por 2 a 0, com gols de Parada e Bianchini, na decisão da Copa Carranza de Buenos Aires. De lá pra cá, haviam sido cinco derrotas e um empate.

O Alvinegro, no entanto, já havia vencido no país em outras oportunidades, como contra o Boca Juniors, em 53, e o River Plate, em 64, por 4 a 3. Nunca, porém, por três gols de diferença. O placar imposto nesta quarta-feira foi o maior do Bota na Argentina em toda a história e também a maior goleada do clube sobre um time estrangeiro em seu retrospecto na Sul-Americana.

Fonte: Blog Números da Bola - Lance!