Sob o comando de Felipe Conceição, o Botafogo passou a jogar no mesmo esquema tático que consagrou Tite no Corinthians e que, agora, é utilizado na seleção brasileira: o 4-1-4-1. Em um dos setores mais concorridos da equipe, um jovem desponta como titular absoluto. Matheus Fernandes tomou conta da posição de volante e ‘virou’ Casemiro no desenho da equipe.

Apesar da pouca idade, Matheus Fernandes é um dos principais destaques da equipe neste início de temporada. Com muita qualidade no toque de bola e na visão de jogo, o volante tem mostrado que não precisa ser um ‘brucutu’ para jogar à frente da linha de zagueiros. E essa é justamente um dos pilares do trabalho do novo treinador do Botafogo.

A relação dos dois vem desde 2015, quando Felipe Conceição assumiu o time sub-17. Chamado de ‘Coquinho’ pelos companheiros, devido ao formato do corte de cabelo, Matheus Fernandes sempre foi titular absoluto e coleciona convocações para a seleção brasileira de base. É tratado como uma verdadeira joia em General Severiano.

Em alta, renovou contrato com o Botafogo até o fim de 2020 e tem multa rescisória de R$ 131 milhões para times do exterior. O Alvinegro sabe que dificilmente ficará com o jogador por muito tempo e que fará um bom dinheiro com o atleta no momento certo. O momento, no entanto, é de valorizar e desfrutar o futebol do jovem volante.

A primeira temporada entre os profissionais já mostra o que o Botafogo espera de Matheus Fernandes. A adaptação ocorreu dentro de campo e na maioria das vezes como titular de Jair Ventura. Algo bem diferente do que ocorreu com Vitinho e Sassá, por exemplo, duas promessas do Alvinegro que precisaram de mais tempo para se firmar nos profissionais.

O volante mostrou personalidade forte e muita categoria logo nos primeiros passos nos profissionais. Foram 40 jogos e uma grande admiração por parte da torcida. Mesmo com a queda de rendimento do time na reta final, Matheus foi um dos únicos que permaneceu com imagem inabalada. E em 2018 tudo tem ficado ainda melhor para o jogador, que se transformou em um dos destaques da equipe.

Na função de ‘Casemiro’ cresceu ainda mais e mostra que pode ser peça-chave para o Botafogo em 2018. Valorizado, tem recebido algumas sondagens de times do exterior. Uma saída antes do fim da temporada não seria nenhuma surpresa.

Fonte: UOL