Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo: Walmer Machado entra na Justiça para cobrar dívida do presidente Nelson Mufarrej

58 comentários

Compartilhe

Advogado Walmer Machado e Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Walmer Machado, ex-advogado do Botafogo e ex-candidato à presidência do clube em novembro de 2020, entrou com processo na Justiça, nesta terça-feira (22/12), contra Nelson Mufarrej, atual mandatário em General Severiano, e, por consequência, o Botafogo, cobrando uma dívida no valor de R$ 241.299,05. A informação é do site Esporte News Mundo, reproduzida abaixo.

O caso corre na 49ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Como a Justiça está de recesso desde o último fim de semana, uma manifestação do juízo sobre a ação deve acontecer somente após o dia 6 de janeiro de 2021, quando o Judiciário volta aos trabalhos após este período de festas de fim de ano.

A dívida é por conta dos trabalhos que Walmer Machado, por meio de sua empresa, fez no período que era advogado do Botafogo. As partes assinaram contrato de prestação de serviços advocatícios (contrato de honorários) em 29 de setembro de 2017, aditando em 2 de janeiro de 2019, encerrando em 17 de abril de 2020. Os recebimentos previstos em contrato eram mensais.

Ao todo, 14 notas fiscais emitidas pela empresa não foram pagas e agora estão sendo cobradas por Walmer Machado. Ele afirmou nos autos que “ante o inadimplemento da obrigação, e por conta de que todas as tentativas de negociação foram infrutíferas, não restou outro caminho que não fosse o de ingressar com a presente demanda”.

É pedido para o juízo que dê três dias para que Botafogo e Nelson Mufarrej sejam citados e paguem a totalidade do valor cobrado, “sob pena de, não o fazendo, serem penhorados tantos bens quantos bastarem para satisfazer a execução”. E caso não haja o pagamento, foi solicitado para que o juízo determine a inclusão do nome de Nelson Mufarrej nos cadastros de inadimplentes.

Confira o protocolo do processo abaixo:

Fonte: Esporte News Mundo e Botafogo Não Se Compara (Twitter)

Comentários