Enganou-se quem imaginou que a Chapecoense, de olho na semifinal da Copa Sul-Americana, seria presa fácil para o Botafogo, então invicto há sete jogos, na partida desta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. O time catarinense entrou focado no confronto e conseguiu fazer 2 a 0.

“É sempre bom vencer, ainda mais da maneira que foi, fora de casa. As vezes ouvimos comentários sobre estarmos entregues no Brasileiro e pensando somente na Sul-Americana e hoje provamos mais uma vez que não estamos contentes em chegar apenas nos 46 pontos (que garantem a permanência na Série A), e ainda temos o jogo do São Paulo. Depois, pensaremos na Sul-Americana”, disse o zagueiro Thiego.

“Com alguns comentários que aconteceram, acho que pensaram (os botafoguenses) dessa maneira, que por termos atingido os 46 pontos, não iríamos jogar bem porque estaríamos com a cabeça na Sul-Americana. Foi totalmente diferente e mostramos isso”, completou.

Chapecoense e San Lorenzo se enfrentam pela semifinal da Copa Sul-Americana no dia 23, na Arena Condá. A primeira partida, na Argentina, acabou empatada por 1 a 1. Autor do segundo gol contra o Botafogo, o volante Sergio Manoel preferiu exaltar a dificuldade da partida contra o Botafogo e valorizar o triunfo.

“Sabíamos que o jogo iria ser muito difícil e íamos sofrer muito nesse gramado, mas temos uma equipe muito madura. Botafogo vem fazendo grandes jogos aqui, mas sabíamos que iríamos ter chances e não poderíamos perder. Fomos felizes e matamos o jogo nos contra-ataques”, disse o volante.

A Chapecoense ainda tem mais uma partida no Brasileirão antes de enfrentar o San Lorenzo, pela semi da Sul-Americana. No domingo, 19h30, recebe o São Paulo na Arena Condá.

Fonte: ESPN.com.br