O meia Cícero não teve bom desempenho no empate em 1 a 1 do Botafogo com o Fluminense neste domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca. Apesar disso, o técnico Zé Ricardo elogiou sua atuação, ressaltando que sua função foi cumprida. Ele acabou sendo substituído aos 33 minutos do segundo tempo por João Paulo.

– Cícero cumpriu a função que a gente queria. Com a bola, eu queria que ele deixasse o Jonathan apoiar mais o jogo e que o Luiz Fernando ficasse com o corredor central, com o Cícero ficando um pouco mais atrás. Sem a bola, eu o queria ocupado com as saídas do Matheus Ferraz – disse Zé, completando:

– Às vezes, o jogador não aparece tanto, mas acredito que, dentro do que a gente planejou, ele foi bem. Agrega muito na experiência. Cansou um pouco, o que é natural, mas é um jogador que tende muito a crescer e a nos ajudar.

Zé Ricardo ainda falou sobre a situação do chileno Leo Valencia, que sequer entrou, ficando apenas no banco de reservas.

– Tínhamos o Valencia em condição de jogo, ele perdeu dois treinos por virose, mas entendia que, com a saída do Jean e do Cícero, queria manter a estrutura do meio com jogadores de boa saída, como Gustavo Bochecha e João Paulo, e ajudar o Pimpão a participar mais do jogo, com bom jogo ali pelo lado, já que Gilberto se mandou bastante, e o Caio Henrique também se manda – explicou.

Fonte: Redação FogãoNET