O Botafogo foi pressionado e merecia ter perdido para a Portuguesa após os primeiros 45min de jogo. O técnico Zé Ricardo foi duro e condenou a atuação: “péssimo”. O mesmo treinador, no entanto, muda o tom ao comentar o desempenho da equipe após o intervalo.

No segundo tempo o Botafogo fez quatro gols e garantiu mais três pontos e sobrevida na Taça Rio. O treinador comenta a atuação do time a dificuldade de chegar á semifinal do segundo turno do Carioca.

“Acho que a situação ainda é bastante complicada, a gente sabe disso. Hoje procuramos passar a mensagem para eles de que precisávamos vencer, de preferência bem. Fizemos um primeiro tempo péssimo. Talvez essa necessidade de fazer um placar grande construiu ansiedade no nosso plantel, e o primeiro tempo foi muito abaixo crítica, coisa que me deixou bastante crítica”, disse o treinador.

“No intervalo, em vez de perder tempo com bronca, procurei dar reajustada na equipe. A gente se encontrou na partida, criou as oportunidades e fez os gols. Resultado que vamos ter de construir no domingo como foi hoje”, completou Zé Ricardo.

O treinador comentou que o Botafogo do primeiro tempo não soube fazer o necessário para implementar a filosofia de jogo. O principal problema? Aproximação entre os atletas.

“Se a gente se mantiver organizado dentro da estratégia, a gente pode até não se classificar, mas certamente estará mais próximo. Como foi no primeiro tempo, é muito difícil, até porque o adversário nos impõe dificuldades. A gente necessitou de aproximação. No segundo tempo, conseguimos reajustar com Ferrareis mais por dentro e fazendo Pimpão voltar para a função original”, finalizou.

O Botafogo ainda tem chance de se classificar para a semifinal da Taça Rio. Para se classificar, o Alvinegro, com oito pontos, precisará vencer o Americano, no domingo, e torcer contra Cabofriense e Flamengo na última rodada. O time da Região dos Lagos tem 10 pontos e visita o Madureira. O Rubro-negro, com 11, tem o clássico com o Fluminense.

Fonte: UOL