‘Uma aposta de US$ 1 bilhão contra os megarricos’: John Textor e sua filosofia de grupo multiclubes é destaque na ‘Bloomberg’

72 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

‘Uma aposta de US$ 1 bilhão contra os megarricos’: John Textor e sua filosofia de grupo multiclubes é destaque na ‘Bloomberg’
Reprodução/Bloomberg

Os ideais de John Textor, empresário com participação em Botafogo, Crystal Palace e RWD Molenbeek e prestes a adquirir também o Lyon, foram tema de uma extensa reportagem da “Bloomberg”, um dos principais portais sobre finanças do mundo, nesta quinta-feira (11).

A matéria destaca que, caso a transação com o Lyon seja bem-sucedida, a Eagle Football – empresa de John Textor para gerir os clubes – terá um valor de cerca de US$ 1 bilhão (R$ 5,15 bilhões). E fala também dos planos do norte-americano para desafiar os chamados clubes “super-ricos”.

Como já é sabido, Textor quer sua rede multiclubes trabalhando horizontalmente, e não verticalmente – ou seja, sem que um clube seja um mero fornecedor de jogadores para o outro. A ideia é bater de frente com o modelo de negócios que existe no PSG, por exemplo, clube ligado ao Qatar.

– Se construirmos caminhos controlados e integrados entre países e clubes, podemos ser reconhecidos por captar jogadores nos nossos mercados como um ótimo local para desenvolvê-los, permitindo assim contratar jogadores antes que os clubes maiores os comprem – afirmou Textor.

Desenvolver jogadores é melhor do que negociar jogadores, para o sucesso competitivo e também para o nosso negócio – completou.

A reportagem da “Bloomberg” resgata também uma outra declaração dada por Textor em que ele deixa claro seus planos com a Eagle Football.

– O meu objetivo no futebol é criar um ecossistema cooperativo de clubes de primeira linha que se beneficiarão de uma marca global de identificação de talentos – disse o norte-americano.

Fonte: Redação FogãoNET e Bloomberg

Notícias relacionadas