BOTAFOGO VENCE ATLÉTICO-MG NO MINEIRÃO E SEGUE VIVO NA BRIGA POR VAGA NA LIBERTADORES

170 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Tiquinho Soares em Atlético-MG x Botafogo | Campeonato Brasileiro 2022
Vítor Silva/Botafogo

Mesmo longe de fazer um grande jogo, o Botafogo comprovou a excelente campanha como visitante e venceu o Atlético-MG por 2 a 0 nesta segunda-feira (7), no Mineirão, no encerramento da 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Glorioso agora é o décimo colocado com 50 pontos e está a dois do G-8, seguindo firme na briga por uma vaga na Libertadores, a duas rodadas do fim (veja a classificação no fim do texto).

Mesmo se a classificação não vier, o Botafogo garantiu-se matematicamente pelo menos na Copa Sul-Americana com o resultado em Belo Horizonte. Assim, o Glorioso voltará a disputar em 2023 uma competição internacional depois de quatro anos – a última vez foi em 2019. O Fogão terá agora dois duelos diretos contra Santos (47), quinta, em casa, e Athletico-PR (54), domingo, em Curitiba.

O jogo

O Botafogo fez talvez um dos piores primeiros tempos do ano. Desorganizado, espaçado em campo, sem criação, com os atacantes isolados, muitos erros de passe, laterais errando na cobertura… Mesmo com três volantes, o Glorioso não conseguiu se defender bem, tampouco atacar com alguma qualidade.

O Atlético-MG teve liberdade para criar e só não abriu o placar no início do jogo por conta do VAR. Aos 12 minutos, Dodô foi lançado nas costas de Daniel Borges, cruzou e Vargas balançou as redes de cabeça, mas o gol foi anulado após as linhas do computador atestarem o impedimento do lateral do Galo.

Apesar do futebol paupérrimo do Botafogo, o time conseguiu sustentar o 0 a 0 até o intervalo, já que o primeiro tempo teve muitas paralisações – incluindo a lesão de Gatito Fernández, substituído por Lucas Perri. O Glorioso precisava melhorar – e muito – para o segundo tempo.

O Botafogo voltou do intervalo com Lucas Fernandes no lugar de Patrick de Paula, mas seguiu mal em campo. E o Atlético-MG conseguiu chegar com mais perigo. Aos cinco minutos, Vargas recebeu dentro da área e chutou forte de perna esquerda para grande defesa de Lucas Perri.

Sete minutos depois, Keno recebeu lançamento de Jair, saiu livre e chutou, Lucas Perri pareceu desviar de leve, a bola bateu na trave e voltou nas mãos do goleiro botafoguense. No lance seguinte, Vargas finalizou em curva da entra da área e a bola saiu com muito perigo, rente à trave esquerda.

O técnico Luís Castro fez mais duas mudanças, trocando os pontas, o jogo não mudou muito, mas foi pelos pés deles que o Botafogo conseguiu o gol da vitória. Aos 30 minutos, Luis Henrique desceu pelo lado esquerdo no contra-ataque e enfiou para Tiquinho Soares, o camisa 9 rolou para trás e Victor Sá chegou chapando no ângulo, fazendo 1 a 0 e calando o Mineirão.

O Atlético-MG sentiu o gol e o Botafogo aproveitou para matar o jogo oito minutos depois. Lucas Fernandes foi à linha de fundo, ganhou da marcação e levantou para Tiquinho Soares, de cabeça, fechar a conta em 2 a 0 e sacramentar a nona vitória do Glorioso fora de casa no Brasileirão-2022.

Próximos jogos do Botafogo

O Botafogo volta a campo já na quinta-feira (10) para receber o Santos, às 20h, no Estádio Nilton Santos. Depois, fecha o Campeonato Brasileiro no domingo (13), às 16h, diante do Athletico-PR, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Mineirão
Data-Hora: 07/11/2022 – 20h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Michael Stanislau (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (Fifa/SP)
Renda e público: R$ 884.670,49 / 31.160 presentes
Cartões amarelos: Réver e Allan (CAM); Marçal, Patrick de Paula, Lucas Perri, Gabriel Pires e Victor Sá (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Victor Sá 30’/2ºT (0-1) e Tiquinho Soares 38’/2ºT (0-2)

ATLÉTICO-MG: Everson; Mariano, Jemerson, Réver e Dodô (Rubens 35’/2ºT); Allan, Jair (Calebe 35’/2ºT), Nacho Fernández (Ademir 21’/2ºT) e Zaracho (Yan Phillipe 27’/2ºT); Keno (Pavón 21’/2ºT) e Vargas – Técnico: Cuca.

BOTAFOGO: Gatito Fernández (Lucas Perri 20’/1ºT); Daniel Borges, Adryelson, Victor Cuesta e Marçal; Tchê Tchê, Patrick de Paula (Lucas Fernandes – Intervalo) e Gabriel Pires; Júnior Santos (Victor Sá 16’/2ºT), Tiquinho Soares (Matheus Nascimento 45’/2ºT) e Jeffinho (Luis Henrique 16’/2ºT) – Técnico: Luís Castro.

VÍDEO | Gols e melhores momentos:

Classificação do Campeonato Brasileiro:

Standings provided by Sofascore

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas