Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Botafogo é apenas o 16º em ranking de patrocínios em 2020; veja valores

16 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Camisa do Botafogo com o patrocínio da Centrum - Use Máscara
Vitor Silva/Botafogo

O crescimento de um clube de futebol parte do seu sucesso não somente dentro de campo, mas também fora dele. O ano de 2020 destacou a dificuldade dos clubes brasileiros em gerar receitas de patrocínios e marcou o pior resultado dos últimos anos, segundo relatório de Amir Somoggi, da Sports Value.

O Palmeiras lidera o ranking de receitas com patrocínios de 2020, com R$ 115 milhões. Logo atrás aparece o Flamengo, com R$ 95 milhões, e Corinthians, com R$ 71 milhões.

Em 2020, as equipes da primeira divisão nacional somaram R$ 535 milhões em receitas de patrocínios – a pior marca desde o ano de 2009, quando o faturamento foi de R$ 405 milhões.

Na contramão do futebol europeu, as equipes brasileiras faturam cada vez menos com o marketing – resultado de um menor investimento. Os números são menores do que países como Dinamarca, Portugal e Bélgica.

Visto como o futebol mais competitivo do mundo, as 20 principais equipes da Inglaterra faturaram cerca de US$ 1,9 bilhões, enquanto os 18 times do futebol alemão somam um total de US$ 1,6 bilhões.

Os números seguem decrescendo mesmo com a inclusão da CBF. A Seleção chega na casa dos R$ 365 milhões de patrocínio. O montante somado aos principais clubes atinge R$ 900 milhões, número que já foi superior a 1bi de reais.

Confira abaixo o top 20 de clubes brasileiros em receitas de patrocínios no ano de 2020:

1) Palmeiras – R$ 115 milhões
2) Flamengo – R$ 95 milhões
3) Corinthians – R$ 71 milhões
4) Cruzeiro – R$ 33 milhões
5) Grêmio – R$ 33 milhões
6) Internacional – R$ 32 milhões
7) Santos – R$ 24 milhões
8) Atlético-MG – R$ 21 milhões
9) Bahia – R$ 18 milhões
10) Vasco – R$ 17 milhões
11) São Paulo – R$ 16 milhões
12) Athletico-PR – R$ 14 milhões
13) Fluminense – R$ 10 milhões
14) Ceará – R$ 8 milhões
15) Fortaleza – R$ 7 milhões
16) Botafogo – R$ 6 milhões
17) Coritiba – R$ 6 milhões
18) Goiás – R$ 4 milhões
19) Atlético-GO – R$ 4 milhões
20) América-MG – R$ 2 milhões

Fonte: Gazeta Esportiva

Notícias relacionadas
Comentários