Botafogo e CBF relembram ídolo Didi, que completaria 93 anos

5 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Didi, ídolo do Botafogo
Divulgação/Botafogo

Nesta sexta-feira, o ex-jogador Didi completaria 93 anos de idade. O Botafogo e a CBF relembraram o aniversário do ídolo, nascido em 8 de outubro de 1928.

“O Senhor do Futebol completaria 93 anos hoje! Melhor jogador do mundo em 1958 e um dos maiores da história, Didi desfilou o seu futebol com maestria pelo Glorioso e se firmou como um dos nossos grandes ídolos. Obrigado por tudo, Folha Seca!”, escreveu o Botafogo no Twitter.

“‘Vem cá, filhinha’. Era como Didi tratava a bola. Era dele o tratamento a ela antes de chegar a Pelé, Garrincha e Zagallo no nosso primeiro título mundial. Um craque. O Senhor Futebol celebraria 93 anos hoje”, publicou a Confederação Brasileira de Futebol.

Um dos maiores jogadores da história do Brasil, Didi se destacou no Fluminense, clube que defendeu entre 1949 e 1956. Em seguida, o meio-campista jogou no Botafogo por três anos seguidos, em sua primeira passagem.

Após curto período no Real Madrid, o craque retornou ao Glorioso em 1960. Depois de defender rapidamente o Sporting Cristal-PER, o Folha Seca jogou novamente pelo Alvinegro entre 1964 e 1964.

Ao todo, defendeu o Botafogo em 313 partidas, anotando 114 gols. Ele foi tricampeão carioca (1957, 1961 e 1962) e conquistou o Torneio Rio-São Paulo (1962).

Já pela Seleção Brasileira, Didi disputou 74 jogos e balançou as redes 21 vezes. Ele foi peça-chave nas Copas do Mundo de 1958 e 1962 e sagrou-se bicampeão ao lado de Zagallo, Djalma Santos, Garrincha, Pelé, entre outros craques.

Depois de pendurar as chuteiras, tornou-se técnico e comandou o Fluminense, vencendo o estadual de 1975. Didi faleceu em 12 de maio de 2001, aos 72 anos, após complicações de um câncer.

Fonte: Gazeta Esportiva

Notícias relacionadas