Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

22/05/21 às 15:05 - São Januário

Escudo Vasco
VAS

X

Escudo Botafogo
BOT

Taça Rio

16/05/21 às 11:05 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Vasco
VAS

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

0

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo perde menos do que Vasco, Corinthians e Flamengo no sócio-torcedor na pandemia

12 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Estádio Nilton Santos - Sou Botafogo - Engenhão
Vitor Silva/Botafogo

Levantamento feito pelo Blog do Rodrigo Mattos, do “UOL”, mostra que os grandes clubes brasileiros perderam 270 mil sócios-torcedores desde o início da pandemia do novo coronavírus – ou 31% do total de associados.

Apesar do rebaixamento para a Série B, o Botafogo teve uma queda amena: de 25 mil para 21 mil (-16%). É um número bem melhor em relação ao que sofreram Corinthians (-70,5%), Fortaleza (-63%), Vasco (-58%) e Bahia (-49%), por exemplo.

Só dois clubes conseguiram crescimentos expressivos neste período: o Atlético-MG, que tem investido pesado na contratação de reforços (ganhou 32 mil sócios, aumento de 160%), e o Fluminense, que vai disputar a Libertadores (9 mil novos sócios, aumento de 39%). Ambos os programas passaram por uma reformulação.

Como os balanços de todos os clubes ainda não foram publicados, ainda não é possível avaliar o impacto financeiro para os clubes dessa debandada de sócios.

Confira quando cada clube ganhou ou perdeu de sócios-torcedores na pandemia:

CLUBEINÍCIO 2020ABRIL 2021VARIAÇÃO (%)
Atlético-MG20 mil52 mil+160,00%
Fluminense23 mil32 mil+39,13%
São Paulo29 mil30 mil+5,26%
Ceará21 mil22 mil+4,76%
Cruzeiro58 mil53 mil-8,62%
Santos22 mil20 mil-9,09%
Botafogo25 mil21 mil-16,00%
Internacional*120 mil100 mil-16,67%
Grêmio90 mil70 mil-22,22%
Bahia45 mil23 mil-48,89%
Flamengo125 mil58 mil-53,60%
Vasco179 mil75 mil-58,10%
Fortaleza35 mil13 mil-62,86%
Corinthians68 mil20 mil-70,59%

* O Internacional não detalhou se os 100 mil atuais estão ativos ou se há inadimplentes

** O Palmeiras não divulga os números por política interna

Fonte: Redação FogãoNET e Blog do Rodrigo Mattos (UOL)

Notícias relacionadas
Comentários