Botafogo tem um representante nos Jogos Olímpicos; em 2016 foram sete

8 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo tem um representante nos Jogos Olímpicos; em 2016 foram sete
Vitor Silva/Botafogo

Quando Larissa Oliveira, nadadora dos 4x100m livre, pular na piscina hoje, às 9h15, no Centro Aquático dos Jogos Olímpicos de Tóquio, ela não estará vestindo só o uniforme verde e amarelo. Por baixo, também estará o vermelho e o preto. A atleta será a primeira, dos oito representantes do Flamengo na Olimpíada de Tóquio, a entrar em ação. O rubro-negro é o clube de futebol com mais esportistas brasileiros, com exceção dos jogadores de futebol, nos Jogos Olímpicos deste ano.

Além de Larissa, o Flamengo tem, na modalidade, as nadadoras dos 200m livre Gabrielle Roncatto e Nathalia Almeida. Já na canoagem (Isaquias Queiroz e Jacky Godman) e na ginástica (Flávia Saraiva e Rebeca Andrade), são dois representantes. Fechando a lista, Ana Cristina, do vôlei.

No entanto, o número é menor que na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. Na época, o rubro-negro tinha 11 atletas no Time Brasil. Mesmo com a queda, o Flamengo continua com larga vantagem sob os rivais.

Assim como o rival Flamengo, Botafogo e Fluminense possuem representantes na Olimpíada de Tóquio. No lado alvinegro, Lucas Verthein, do remo, foi o primeiro atleta brasileiro participante de um esporte individual a entrar em ação nos Jogos. Na prova classificatória, ficou na terceira colocação e conseguiu uma vaga às quartas de final, que acontecem amanhã.

Representando o tricolor e também a seleção brasileira de saltos ornamentais, Ingrid Oliveira entra em ação no dia 4 de agosto.

Da mesma forma que o rubro-negro, Fluminense e Botafogo diminuíram seus representantes na Olimpíada. Em 2016, eram oito e sete, respectivamente. Além disso, o Vasco tinha um nome no Rio. No Japão, está zerado.

Fonte: Extra Online

Notícias relacionadas