Botafogo e Vasco têm adversários fortes na disputa pelas vagas do G4; confira as situações

27 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo e Vasco têm adversários fortes na disputa pelas vagas do G4; confira as situações
Vitor Silva/Botafogo

A Série B começa a caminhar para sua reta final. Faltam 11 rodadas para o término da competição, e um bloco de oito clubes se destaca na briga pelas quatro vagas para a Série A de 2022 — ou talvez apenas três, pois o Coritiba abriu vantagem e já chega a quase 97% de chances de acesso.

Em alta desde a chegada de Enderson Moreira, o Botafogo ocupa a vice-liderança e tem mais de 80% de chances de subir. Depois de patinar e ficar um pouco para trás, o Vasco voltou a sonhar sob o comando de Fernando Diniz, que está invicto em seus quatro jogos no time. Outros clubes, porém, também ensaiam suas arrancadas — em especial Avaí e CSA, que venceram quatro de suas últimas cinco partidas.

O clube catarinense demorou para engrenar, mas agora parece ter finalmente se credenciado como um candidato ao retorno à Serie A. O técnico Claudinei Oliveira é conhecido por montar equipes competitivas. Um de seus méritos é ter potencializado Getúlio, artilheiro com cinco gols, e encaixado uma equipe experiente, com nomes como o lateral Edílson, o volante Bruno Silva e o atacante Copete.

A dupla de Maceió está firme na briga. O CRB surpreende por ter uma folha salarial que passa longe de ser das maiores da competição. O time é terceiro colocado muito pelo bom trabalho do técnico Allan Aal, que montou uma equipe ofensiva, dona do segundo melhor ataque da Série B, com 38 gols, apenas um a menos que o Botafogo. O argentino Diego Torres, autor de 15 gols e 12 assistências na temporada, sendo oito gols na Série B, é um dos destaques do time.

Já o CSA vem crescendo no embalo do atacante Iury Castilho. Nos últimos quatro jogos, ele marcou quatro gols. Amanhã o clima deve ser eletrizante no Rei Pelé: os rivais se enfrentam a partir das 18h30 em um clássico que pode definir quem segue sonhando e quem vai amargar mais uma temporada na Série B.

Considerado um dos favoritos, o Goiás atravessa má fase. O técnico Marcelo Cabo chegou a ficar dez jogos invictos, mas caiu na tabela após três derrotas seguidas O treinador corre risco de demissão e, segundo veículos goianos, intensificou uma crise interna ao bater boca com Alef Manga, um dos artilheiros da equipe. Um triunfo sobre o Vitória, amanhã, é essencial para a retomada de rumo.

Campeão brasileiro de 1978 e longe da elite desde 2010, o Guarani vive situação parecida com a do Goiás: encara uma queda de rendimento que o afastou da ponta. A equipe de Campinas, porém, não era cotada para subir no início da competição. O bom trabalho do técnico Daniel Paulista colocou o time como um dos candidatos.

Fonte: O Globo Online

Notícias relacionadas