Chamusca admite dificuldade do Botafogo no primeiro tempo contra o Vitória e explica escolha dos laterais

35 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Marcelo Chamusca - Botafogo x Vitória
Reprodução/Botafogo TV

O técnico Marcelo Chamusca admitiu que o Botafogo demorou a conseguir uma maior produção ofensiva no triunfo sobre o Vitória por 1 a 0 nesta quarta-feira, em Volta Redonda. O adversário veio com três zagueiros e o Glorioso não soube aproveitar o espaço deixado no meio-de-campo.

Sofremos muito no início do jogo, porque demoramos um pouco para fazer a leitura do espaço que o adversário estava nos proporcionando, para começar a criar uma superioridade ali dentro no espaço dos volantes. O Chay começou a se apresentar mais para o jogo, a equipe cresceu e o Botafogo terminou o primeiro tempo com o jogo controlado. No segundo tempo crescemos, tivemos uma circulação de bola mais rápida – analisou o treinador alvinegro.

Chamusca também explicou a escolha por Daniel Borges e Guilherme Santos nas laterais, deixando claro que podem haver mudanças dependendo de como se comportam os adversários.

Daniel e Guilherme não são jogadores lentos, mas sim características diferentes, gostam mais de ter a bola para construir do que atacar o espaço. O PV jogava bem espetado, tinha uma condição física espetacular. O Guilherme joga mais em construção, gosta mais de organizar o jogo. É um processo de adaptação. O Rafael Carioca já tem uma característica que se aproxima mais das do PV. A opção foi por eles (Vitória) virem com uma linha de cinco – disse Chamusca.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas