Chay comemora temporada dos sonhos com a camisa do Botafogo: ‘Foi mágico. Nota 9,5’

7 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Chay comemora temporada dos sonhos com a camisa do Botafogo: ‘Foi mágico. Nota 9,5’
Vitor Silva/Botafogo

Um dos principais nomes da conquista do Botafogo na Série B, o meia-atacante Chay concedeu entrevista exclusiva à reportagem da Super Rádio Tupi nesta segunda-feira, um dia após o título da segundona, garantido após a vitória por 1 a 0 sobre o Brasil de Pelotas.

Em uma conversa franca, Chay relembrou a trajetória do Glorioso na Série B e fez questão de exaltar o trabalho do técnico Enderson Moreira à frente do alvinegro.

“Vivemos momentos de altos e baixos, estava bastante conturbado, mas a gente não deixou de acreditar nunca. Sabíamos do nosso potencial, o quanto a gente podia oferecer, nos concentramos pra trabalhar forte. O Enderson chegou com um plano de jogo muito bom, onde as nossas peças se encaixaram e deu tudo certo”, disse.

No início da temporada, Chay era apenas uma aposta da modesta Portuguesa no Campeonato Carioca. Atualmente, o meia está bem valorizado e foi até elogiado pelo técnico Tite em uma entrevista coletiva. O jogador de 31 anos classificou o seu momento como mágico e revelou que não imaginava tudo isso no início do ano.

“A gente sempre espera o melhor, mas não como tá acontecendo. Sair de um bom Campeonato Carioca e chegar em um gigante Botafogo e fazer parte desse processo de reconstrução do clube está sendo mágico pra mim. O Botafogo é gigante e a Série B não condiz com a história do Botafogo, mas particularmente é mágico conquistar o título da segundona”, declarou.

Confira outros tópicos da entrevista exclusiva com Chay:

Temporada nota 10?

“10 é perfeição e nenhum ser-humano consegue alcançar a perfeição. Seria uma nota 9, foi um ano mágico. Tive números de atacantes que jogam no último terço do campo e tenho feito bem a minha função de armador, mas 10 não (risos). Acho que um 9,5 tá de bom tamanho.”

Expectativa para o jogo contra o Guarani

“O clima é de festa, mas a gente entende que tem que respeitar o adversário. Vamos jogar o jogo, eles ainda tem chance de acesso. Vamos jogar como jogamos desde o princípio com seriedade para terminar o ano com chave de ouro. Espero poder estar ajudando o Botafogo, mas ainda é cedo pra dizer se vou conseguir estar em campo ou não contra o Guarani.”

Botafogo em 2022

“Nós temos os pés no chão. Fomos campeões, mas entendemos a dificuldade que é jogar uma Série A. O primeiro passo é se manter, conforme o campeonato for acontecendo, a gente vai ver os voos que a gente vai conseguir alcançar.”

Fonte: Rádio Tupi

Notícias relacionadas