Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

13/06/21 às 18:15 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Remo
REM

Série B

05/06/21 às 21:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Coritiba
CTB

Série B

28/05/21 às 21:30 - OBA

Escudo Vila Nova
VLN

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Conselho Deliberativo do Botafogo aprova prosseguimento do projeto da S/A

55 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Arquibancada do Estádio Nilton Santos, casa do Botafogo
Vitor Silva/SSPress/BFR

Em assembleia extraordinária realizada na noite desta quinta-feira, o Conselho Deliberativo do Botafogo aprovou o segundo projeto da Botafogo S/A, assinado pelo economista Gustavo Magalhães. Foram 131 votos a favor, 12 contra e quatro abstenções.

Os conselheiros, desta forma, autorizam o Conselho Diretor a realizar a operação de transferência de ativos relacionados ao futebol para sociedade a ser constituída. A nova empresa irá ao mercado para buscar investidores.

Os próximos passos serão a votação dos sócios-proprietários; captação de recursos e finalização dos termos entre clube e investidores; e uma nova votação no Conselho Deliberativo e entre os sócios-proprietários, explicou o conselheiro Thiago Pinheiro.

A intenção é que a Botafogo S/A capte entre R$ 400 milhões e R$ 550 milhões, pagando as dívidas do clube e investindo pesado no futebol, com metas estabelecidas. O prazo de atuação é de no máximo 50 anos, renováveis por mais 50.

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: bolsas de academia e mochila do Botafogo

Na semana passada, veio à tona um documento do Botafogo com exigências esportivas, financeiras e de governança para entregar o futebol à S/A. Entre as metas estão títulos brasileiros e da Libertadores, por exemplo.

Além disso, a nova empresa a ser constituída tem um prazo de 180 dias para buscar investidores. O Botafogo também colocou cláusulas impedindo a S/A de mexer em símbolos, nomes e na identidade visual, sob pena de multa e até recompra no valor simbólico de R$ 1.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas
Comentários