Dois grupos divergem sobre divisão de receitas da Libra; Botafogo não participa deles e tenta união; entenda situação

68 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Bandeira do Botafogo no Estádio Nilton Santos (Engenhão) - Botafogo x Castelo - Campeonato Brasileiro Sub-20
Fabio de Paula/BFR

Uma reunião na manhã desta terça-feira debateu a criação da liga do futebol brasileiro, chamada de Libra. Contudo, não houve unanimidade entre os dois principais grupos já formados, principalmente sobre a divisão de receitas. Foi o que informou o jornalista Bernardo Gentile, na live do FogãoNET desta terça.

O grupo formado por Flamengo, Corinthians, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos e São Paulo deseja uma divisão de receitas, sobretudo cotas de TV, da seguinte maneira: 40% igualmente, 30% premiação por colocação no campeonato e 30% por engajamento.

Já o grupo Forte Futebol, liderado pelo Athletico-PR e composto por América-MG, Atlético-GO, Avaí, Ceará, Coritiba, Cuiabá, Fortaleza, Goiás e Juventude, quer outro tipo de divisão: 50% igualmente, 25% premiação por colocação no campeonato e 25% por engajamento.

O modelo já seria mais justo e diminuiria a discrepância, porém os clubes do primeiro grupo não estão dispostos a ceder.

Entusiasta da liga, o Botafogo não está em nenhum grupo, observa a situação e tenta uma união. O clube também considera que há uma oportunidade de divisão mais equilibrada de receitas.

Está prevista uma nova reunião no dia 12 de maio.

Veja o vídeo:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas