Em protesto por atrasos salariais, jogadores do Botafogo fazem lei do silêncio e não descartam outras medidas

166 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Em protesto por atrasos salariais, jogadores do Botafogo fazem lei do silêncio e não descartam outras medidas
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo está com salários atrasados e acordos não cumpridos. A revelação foi feita pelos jogadores, em uma carta enviada à diretoria e ao site “GE”, que publicou nesta quinta-feira.

Leia abaixo:

“Em virtude de acordos não cumpridos e atrasos salariais, nós, atletas e comissão técnica, comunicamos que não concederemos entrevistas até uma solução definitiva. Esperamos uma solução da diretoria sobre o ocorrido e não descartamos outras medidas até o fim de semana.

A instituição Botafogo e sua Gloriosa torcida, nossa gratidão por todo apoio que tem nos passado. Nosso empenho e dedicação máxima será sempre por vocês.

Elenco do Botafogo.”

Os jogadores não vão conceder entrevistas coletivas ou exclusivas até a situação se normalizar. A diretoria ainda não se pronunciou.

O Botafogo tem um acordo com a Justiça e o Sindeclubes para bloqueio de verba para o pagamento de salários. Entretanto, precisa arrecadar valor suficiente para tal.

De acordo com o “GE”, os pagamentos dos direitos de imagem e a diferença de quem recebe mais de 60 salários mínimos foram suspensos, por não haver dinheiro disponível. A pendência mensal se aproxima de R$ 1 milhão. Além disso, há atraso em impostos e encargos, como FGTS.

Mochilas, bolsas e carteiras da coleção FogãoNET da Estilo Piti

Fonte: Redação FogãoNET e GE

Notícias relacionadas