Emprestado pelo Botafogo, Marcelo Benevenuto garante: ‘Meu desejo é permanecer no Fortaleza’

86 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Marcelo Benevenuto, zagueiro do Fortaleza emprestado pelo Botafogo
Twitter/Fortaleza

Na véspera da partida contra o Santos, adversário desta quinta-feira, 25, às 19 horas, na Vila Belmiro, pela 35ª rodada da Série A, o zagueiro Marcelo Benevenuto reafirmou o desejo de permanecer no Fortaleza para 2022, assegurou foco na disputa por vaga na próxima edição da Copa Libertadores e destacou o nível de dificuldade da reta final do Brasileirão.

Emprestado pelo Botafogo até o final deste ano, o camisa 5 interessa ao Tricolor para a próxima temporada, e os clubes mantêm tratativas. A diretoria já chegou a um acordo com os dirigentes do Glorioso acerca do valor a ser pago para a negociação em definitivo do defensor, que foi sondado pelo São Paulo, e se organiza para viabilizar o montante.

“Meu foco primeiro é ajudar o Fortaleza a chegar nessa classificação inédita para a Libertadores. Esperar esse Campeonato Brasileiro acabar, cumprindo o nosso objetivo, que é a Libertadores, e conversar. Já venho conversando com o Fortaleza para, quando acabar esse Brasileiro, a gente estar 100% para matar essa charada se eu fico ou não fico. Vale ressaltar também que eu já deixei bem claro que o meu desejo é permanecer no Fortaleza“, reforçou o jogador.

Com o Leão na quinta posição da competição nacional, com 52 pontos, Benevenuto diz que o objetivo é concretizar a classificação inédita para o principal torneio da América do Sul e alerta para a importância de uma reta final positiva.

“Nosso foco, como todos sabem, é buscar essa vaga na Libertadores, que vai ser muito bom para o clube e para nós, jogadores, também. Voltar a ter uma sequência de vitórias, isso vai ser importante para a nossa classificação”, disse.

Após bater o Palmeiras-SP por 1 a 0, no último sábado, 20, o Fortaleza agora enfrenta o Santos-SP, que figura no meio da tabela e tenta se livrar do risco de rebaixamento. Os outros três adversários (Juventude-RS, Cuiabá-MT e Bahia) também estão na segunda página da classificação, o que não significa maior facilidade nos confrontos, segundo o zagueiro.

“Não tem um parâmetro de adversário assim, não. Campeonato Brasileiro é muito disputado, não é à toa que é um dos mais difíceis mundialmente. Todo adversário que a gente enfrentar o nível de dificuldade vai ser elevado. A gente tem que entrar com faca nos dentes para poder buscar o resultado positivo”, alertou Benevenuto.

Fonte: O Povo

Notícias relacionadas