Freeland destaca Carli em retomada do Botafogo: ‘Quando cheguei era nítida a falta de liderança no vestiário’

18 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Freeland destaca Carli em retomada do Botafogo: ‘Quando cheguei era nítida a falta de liderança no vestiário’
Vitor Silva/Botafogo

Eduardo Freeland iniciou seu trabalho como diretor de futebol do Botafogo com o clube terminando uma pífia campanha no Campeonato Brasileiro, que culminou no rebaixamento. Agora, em menos de um ano, o clube conseguiu uma virada e o acesso antecipado à Série A. A falta de liderança era um dos problemas, e o dirigente destacou a importância de Carli nessa retomada.

– Quando falei em traçar um perfil, algo que ficou nítido na minha chegada foi a falta de liderança no vestiário. Quando trouxemos o Ricardinho, mesmo com uma condição técnica numa decrescente, e ele sabe disso também, o Carli, que tem uma paixão pelo clube além da liderança, percebemos que era muito necessário – afirmou Freeland, em participação no “Seleção SporTV”.

– Queríamos também jogadores fortes na bola parada, como Carli e o Gilvan, é uma coisa importante na Série B. O Carli tem um vínculo de paixão com o clube que faz muita diferença. É um cara muito visceral, que contamina o ambiente, cobra muito a gente e colaborou demais – completou o dirigente.

Eduardo Freeland disse que ficou impactado com o ambiente ruim no fim do Brasileirão. Essa mudança de ambiente foi algo que o técnico Enderson Moreira sempre destacou como fundamental para sua rápida adaptação ao clube.

– Cheguei a fazer uma reunião com a comissão técnica e perguntei se alguém acreditava se iríamos ganhar pelo menos algum jogo até o final. Era um ambiente no qual não víamos perspectiva de mudanças. Eu nunca tinha visto algo como aquilo – recordou.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas