Gilvan vê Lucas Mezenga na Seleção Brasileira no futuro e elogia Enderson no Botafogo: ‘Filosofia muito boa’

45 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Gilvan - Botafogo x CSA
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo terá pela frente o confronto diante do Vasco na 15ª rodada da Série B, sábado, 21h, no Estádio Nilton Santos. O Glorioso vai para o clássico motivado pelas duas vitórias seguidas na competição e quer se aproximar ainda mais da zona de acesso. Ponto seguro nos seis pontos conquistados, a defesa alvinegra não foi vazada e o zagueiro Gilvan credenciou o comprometimento do grupo pelo sucesso coletivo e o toque do treinador Enderson Moreira.

Estamos evoluindo com a chegada do professor, um cara que cobra bastante e a filosofia do trabalho dele é muito boa. O grupo está assimilando bem, mas é claro que temos muito a melhorar. Acho que nosso momento está melhor, mas temos que manter os pés no chão. Não ganhamos nada ainda e estamos só com 19 pontos. Poderíamos estar melhor. Houve uma oscilação no começo, mas espero que agora venham só coisas boas para o nosso grupo – disse Gilvan.

Gilvan tem dois gols com a camisa do Botafogo, um deles contra o Vasco, adversário do fim de semana. O zagueiro destacou a importância de uma boa partida diante do rival e não espera vida fácil. Atenção redobrada pela trinca de vitórias.

– É trabalhar forte para no sábado fazermos um grande jogo. Sabemos que será muito difícil, o Vasco tem uma equipe qualificada com bons jogadores. O Lisca também é um bom treinador, já trabalhei com ele e sei que cobra bastante as equipes que trabalha. Estamos atentos a tudo isso para fazermos um grande jogo e buscarmos o resultado – destacou.

E se o sistema defensivo passou os últimos dois jogos sem ser vazado, Gilvan fez questão de destacar o esforço coletivo da equipe, principalmente com a aplicação dos atacantes para iniciar a pressão pela retomada da posse da bola logo de início.

– Acho que a melhor defesa começa do ataque. Com o Navarro, o Diego e o Marco Antônio, que nos ajudou bastante nesse último jogo. Isso é muito importante, a mentalidade é essa: tentar não sofrer gol que nossos atacantes vão fazer. É treinar forte para chegar no jogo e saber o que vai fazer. Isso o professor nos cobra muito e é isso que está acontecendo. Todo mundo com o mesmo pensamento de sempre vencer e isso é fundamental para crescermos na competição – valorizou.

Gilvan também destacou as boas atuações do jovem zagueiro Lucas Mezenga, que atuou ao seu lado nas duas últimas partidas e não sentiu o peso da camisa alvinegra. Bom início de caminhada para um zagueiro que tem potencial e sabe ouvir.

O Mezenga tem muito a crescer e o vejo futuramente na seleção brasileira. Ele tem grande potencial e o fundamental é que sempre me escuta bastante. Sempre falo com ele e isso o ajuda e me ajuda também passando um pouco de experiência para ele. Quando o experiente fala o jovem tem que procurar obedecer, entender que é para o seu bem, e isso ele está acatando bem e evoluindo nos jogos sem sofrermos gols. Estou feliz por ele, um cara humilde e tenho certeza que vai conseguir os objetivos para ajudar a família e ter sucesso na carreira – finalizou Gilvan.

Fonte: Site oficial do Botafogo

Notícias relacionadas