Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Gonçalves aprova chegada de Rafael Moura e crê em acesso do Botafogo

2 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Gonçalves aprova chegada de Rafael Moura e crê em acesso do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Ídolo do Botafogo, onde se destacou com títulos na década de 90, Gonçalves está na torcida pela recuperação do clube. Atualmente morando nos Estados Unidos, o ex-zagueiro confia no retorno à elite no Campeonato Brasileiro e pede otimismo.

– Acho (que o Botafogo sobe). Gosto de esperar coisas boas para a minha vida. Por mais que a realidade hoje ou em meses passados não tenha sido boa, porque gerou frustração no torcedor pela queda para a Série B, péssimo Estadual e eliminação na Copa do Brasil, isso ficou no passado. Não gosto de projetar o futuro com as sensações negativas e frustrantes do passado. Prefiro projetar futuro maravilhoso e, se não acontecer como visualizo, vou viver o momento. Não adianta olhar o Brasileiro do ano passado e achar que não vai subir nesse ano. Não, pô, afasta esse tipo de pensamento. Visualiza o Botafogo campeão da Série B ou ficando entre os quatro e subindo novamente para jogar os grandes clássicos ano que vem. Pensamento positivo – explicou Gonçalves ao canal “Botafogo Nela”.

Campeão brasileiro em 1995 no Botafogo, Gonçalves aprovou a chegada de Rafael Moura, pela experiência que trará ao elenco.

– Se pegar estatisticamente, os grandes clubes do Brasil na última década, os campeões, tiveram jogadores com muita experiência. É só olhar o rendimento do Fluminense, que eu não esperava fazer o que o Brasileiro que fez. Nenê com quase 40 anos foi o cara, o Fred continua ajudando. O Palmeiras começou a ganhar tudo depois que o Zé Roberto veio. No Flamengo tem Diego Alves pegando tudo e sendo referência como goleiro. O Grêmio sempre aposta em jogadores mais experientes e tem performance. É questão de motivação, porque qualidade técnica o cara tem. Precisa estar motivado, de grupo que se inspire nele e possa liderar os jogadores mais jovens. Acaba gerando uma equipe competitiva, como foi em 95 – afirmou o ex-zagueiro.

– É importante a vinda do He-Man, porque ele de fato pode ajudar não só com a experiência fora de campo, mas também dentro, com performance. Sabe fazer gol, se a bola chegar vai fazer. Temos que buscar jogadores que façam a bola chegar nele – finalizou.

Veja o vídeo com a entrevista:

Veja o vídeo com 12 gols de Rafael Moura na temporada 2020:

Fonte: Redação FogãoNET e Botafogo Nela

Notícias relacionadas
Comentários