Jair Ventura vê ‘outro’ Botafogo após janela e nega que Goiás atuará na retranca: ‘Vamos buscar o gol a todo momento’

35 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Jair Ventura vê ‘outro’ Botafogo após janela e nega que Goiás atuará na retranca: ‘Vamos buscar o gol a todo momento’
Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Dez dias depois do empate contra o Red Bull Bragantino, o Goiás Esporte Clube volta a campo pelo Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira (28), quando recebe o Botafogo na Serrinha. Na entrevista coletiva pré-jogo, o técnico Jair Ventura destacou os desfalques certos, caso de Pedro Raul e Sávio, dúvidas na escalação e falou em “time homogêneo”.

– É dar confiança para nossos atletas, nós temos possíveis baixas, Dadá vai ser reavaliado, Vinícius também, Sávio é uma baixa certa, o Pedro Raul também. Mas, é passar confiança para aqueles que vão entrar. Eu sou um treinador que trata da mesma maneira todos os jogadores, não só nosso artilheiro, como um menino da base, para que a gente possa ter uma equipe homogênea e aqueles que entrarem possam corresponder – afirmou.

Adversário do Goiás, o Botafogo é um clube que Jair Ventura conhece muito bem, já que o profissional foi formado na equipe carioca. De acordo com o treinador, o Fogão contratou bem na janela e é “outro time” para a sequência do Brasileirão.

– É um clube que já falei diversas vezes do meu carinho, respeito e gratidão. Um clube que me formou, fiquei dez anos dentro do Botafogo, cheguei como estagiário e saí como treinador da equipe profissional com 99 jogos. Mas, agora defendo o Goiás, um adversário direto, que pra mim, foi um dos mais pesados na janela de contratações. A gente estava estudando eles, você vê que chegou o Marçal, Tiquinho, próprio Junior Santos, Adryelson foi meu jogador no Sport, Jeffinho está jogando e não estava. Então, são apenas dois jogadores que começaram o campeonato. É uma outra equipe – avaliou.

Ainda sobre as dúvidas na escalação, uma opção pode ser a volta do esquema com três zagueiros para o Goiás. No entanto, Jair Ventura acredita que não será preciso retornar com a formação.

– Acho que desde que cheguei, próximo de completar seis meses já no Goiás, jogamos em diversos sistemas, e nesse momento acho que não é um momento para três zagueiros. Pode ser que algum jogo a gente possa vir a jogar, mas não é esse momento, muito menos esperar o Botafogo. Vamos buscar o gol a todo momento, como buscamos no Rio e saímos vitoriosos – projetou.

Fonte: Sagres Online

Notícias relacionadas