Joel Santana faz duras críticas a Luís Castro, técnico do Botafogo: ‘É fraco. Dou nota 4’

314 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Joel Santana, ex-técnico do Botafogo
Reprodução/Resenha com TF

Ex-técnico do Botafogo, com três passagens pelo clube, Joel Santana não está gostando do trabalho do treinador português Luís Castro. Em entrevista ao canal “Resenha com TF”, ele fez duras críticas.

– É fraco. (Teria mandado embora) há muito tempo. É metido, acha que sabe de tudo, aliás a maioria dos treinadores portugueses têm que se segurar um pouquinho para falar com brasileiro. O pessoal mesmo do Botafogo fala que ele é muito pedante, ninguém pode ver o treino dele, ninguém pode fazer nada. Está no Brasil, cara, aqui é diferente. Eu o respeito, mas o acho fraco. Por que o Botafogo não está jogando porra nenhuma? Se estivesse bom, não estava passando o sofrimento que está passando. Fui lá ver o jogo com o América-MG, sofreu, chorou sangue. Até agora o trabalho dele não me disse nada. Quer uma nota? Vou dar um 4 – disse Joel Santana, que prosseguiu.

– É futebol, vamos deixar ele trabalhar, depois vamos analisar o trabalho. Se ele for bem, fica, se ele for mal, vai embora. Acabou. Mas se for muito mal tem que ir embora antes. É simples. A torcida do Botafogo está satisfeita? Por que não há paciência com os técnicos brasileiros? Você é dono de uma grande empresa, top de linha, number one, se o cara errar é mantido lá? John Textor tem o dinheiro, mas não tem a sabedoria do futebol. Por que tirou o treinador que tirou o Botafogo lá de baixo e subiu para a Primeira Divisão (Enderson Moreira)? Por que não viu o trabalho e não aceitou? Porque ele tem interesse que o técnico fique lá, porque ele é um negociante. E negociante gosta de fazer negócio – alegou Joel.

O ex-treinador, que hoje é candidato a deputado federal, ainda mandou mais um recado para o empresário americano, investidor da SAF do Botafogo.

– Textor, você é o dono do clube, mas você não é o dono da torcida. O Botafogo é um clube que seu treinador nunca foi a General Severiano, nunca foi ver as fotografias de Garrincha, de Didi, de Zagallo, de Valtencir, de Manga, de Carlos Roberto, de Jarzinho, de Roberto, vou ficar o dia inteiro falando aqui os jogadores, foi o clube que mais cedeu jogadores para a Seleção Brasileira. Você pode ter o dinheiro, mas não vem cagar marra aqui não, que isso aqui é Brasil. A torcida do Botafogo sabe disso. Pode ser você o presidente dos Estados Unidos, mas aqui não, investe seu dinheiro para o melhor do clube, mas não vem fazer isso com o clube não. Se o Botafogo não entrar, a culpa é sua, somente sua, nada mais do que sua. Fica o recado dado – afirmou Joel.

– Não gosto de ver covardia, peraí. Se o cara for bem, não tenho nada contra treinador nenhum. Mas o cara até para ser bom gestor tem que saber que o cara não está indo bem. Os jogadores não estão indo bem, não estão jogando por quê? O Kanu não era o melhor zagueiro? O cara barrou da noite para o dia. Chega no Kanu, que estava falando muito, “Kanu, você está falando demais, joga e esquece a boca”. Mas ele é bom jogador, tanto que era para ser vendido e o Botafogo não vendeu. Eu acompanho, não sou treinador só de ver novela não – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET e Resenha com TF

Notícias relacionadas