Justiça nega cobrança de mais de R$ 3 milhões de Airton contra o Botafogo, e processo é finalizado

38 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Volante Aírton, no treino do Botafogo em 2016
Vítor Silva/SSPress/Botafogo

A Justiça indeferiu os pedidos do volante Airton contra o Botafogo e finalizou o processo, não cabendo mais recurso. O jogador, que atuou pelo clube entre 2014 e 2017, cobrava mais de R$ 3 milhões, informa o jornalista Matheus Mandy.

Airton alegava atrasado no recolhimento do FGTS e que havia sido mandado embora durante o período de estabilidade. A Justiça negou os pedidos em primeira instância, afirmando que Airton mostrou estar apto a jogar após assinar logo em seguida com o Fluminense.

A defesa de Airton tentava reverter a decisão e tentou até mesmo um recurso de revista, sem sucesso. Agora, o processo foi colocado em trânsito e julgado, não restando mais recurso para as partes.

Airton fez 87 jogos pelo Botafogo e marcou um gol – e foi um golaço, em vitória sobre o Colo-Colo na fase preliminar da Libertadores de 2017. O último clube do volante foi o Ermis Aradippou, do Chipre.

Fonte: Redação FogãoNET e Twitter do jornalista Matheus Mandy

Notícias relacionadas