Negociação progride, e Lyon adia novamente conclusão da venda para John Textor

10 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

John Textor e Jean-Michel Aulas em entrevista coletiva no Lyon em junho de 2022
AFP Português/YouTube

O Lyon recebeu as garantias do acionista majoritário da Eagle Football, John Textor, de que a compra do clube vai ocorrer, informou o clube de futebol francês nesta quinta-feira (8/12), o que levou suas ações a subirem mais de 20%.

O investidor norte-americano, que também é sócio majoritário da SAF do Botafogo no Brasil, disse que a Eagle Football Holding irá concretizar a demorada compra do clube francês, anunciada em julho, acrescentando esperar que o negócio seja fechado em breve.

A Eagle Football pagará cerca de € 327,4 milhões (equivalente a cerca de R$ 1,8 bilhão na atual cotação) aos principais acionistas da Lyon por 39,2 milhões de ações e 789.824 títulos subordinados resgatáveis em ações novas ou existentes. A negociação será seguida de uma oferta pública de aquisição para as ações restantes.

A Eagle Football garantiu os fundos necessários para concluir o negócio “nos próximos dias”, bem como para a oferta pública de aquisição, disse Textor em uma carta ao Lyon e a seus acionistas citada na declaração do próprio clube.

Portanto, nos sentimos confiantes de que os consentimentos restantes devem ser obtidos e os acordos assinados em breve para que todas as condições sejam satisfeitas para concluir a transação”, afirmou.

O bilionário norte-americano comprou participações em clubes de futebol ao redor do mundo, incluindo o Crystal Palace, da Premier League, e o RWD Molenbeek, da segunda divisão belga, além do Botafogo.

Seu plano é vencer o sistema dominado pelos grandes clubes europeus desenvolvendo jovens talentos da América do Norte e do Sul por meio de uma rede global de clubes.

Estamos mais do que nunca entusiasmados e totalmente comprometidos com o desenvolvimento do Lyon sob a direção do (presidente) Jean-Michel Aulas e de sua equipe”, disse Textor.

A Eagle Football também concordou em subscrever uma colocação privada de ações do Lyon no valor de € 86 milhões (aproximadamente R$ 470 milhões) uma vez que a aquisição esteja concluída.

O clube francês, que é listado em bolsa desde fevereiro de 2007, viu o preço de suas ações afundar ao longo dos anos de um valor original de € 24 euros (R$ 131,47) por ação para € 2,61 (R$ 14,30) atualmente.

Fonte: Money Times

Notícias relacionadas