Patrick de Paula revela trabalhos com preparador físico, fisioterapeuta, nutricionista e coach próprios e mira ‘deixar torcedor do Botafogo bem acostumado’

93 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Patrick de Paula revela trabalhos com preparador físico, fisioterapeuta, nutricionista e coach próprios e mira ‘deixar torcedor do Botafogo bem acostumado’
Vitor Silva/Botafogo

Contratação mais cara da história do Botafogo (cerca de R$ 33 milhões por 50% dos direitos econômicos), Patrick de Paula vem se empenhando para retribuir. A ponto de ter uma espécie de “comissão técnica própria”, para complementar os trabalhos que faz no clube.

– Procuro sempre me manter bem, com a melhor forma física com tratamentos, treino, no clube ou fora. Não é desrespeitando o clube, sei que me dão tudo que eu preciso, mas preciso estar com meu corpo bem porque é minha ferramenta de trabalho. Preciso estar com minha musculatura e minha forma física em dia. Meu preparador físico e fisioterapeuta sempre estão me ajudando e acho que tenho evoluído. Sempre fiz um trabalho mental porque acho que o futebol vem da mente, não é só com as pernas. Sempre trabalhei, é importante a gente estar com a cabeça boa e sempre melhorando – disse Patrick de Paula, ao site “GE”.

O volante admitiu que tudo na sua vida foi rápido e que ainda está em fase de adaptação no Botafogo. Ele foi contratado após passagem pelo Palmeiras e logo foi para campo jogar.

– Acho que todo jogador precisa de adaptação. Fiquei seis anos no Palmeiras e vim para o Botafogo. Cheguei há pouco tempo, foi tudo tão rápido, cheguei e logo já tinha que começar o Brasileiro. Sempre fui de me dedicar e buscar melhorar. Quando cheguei não teve gols e nem atuações boas. Tenho reconhecimento disso, sei o que posso fazer. E nos últimos dois jogos eu pude fazer gols e dar alegria para o torcedor, é isso que eles esperam de mim, a entrega em campo. Estou aqui para isso. Deixar o torcedor bem acostumado (risos) – brincou.

Um dos trunfos para a evolução do volante é a presença do técnico Luís Castro. Patrick de Paula contou como têm sido as conversas com o treinador português.

– Agora, podendo trabalhar com o Luís Castro, que me ajuda, incentiva e conversa comigo falando o que eu preciso, no que tenho que melhorar. Só estou aqui para ajudar e ouvir. Sei que quando ele fala que precisa disso é para o meu bem. Estou disposto a ouvir para poder ajudar o grupo. Ele pede muito para eu chegar perto da área, estar bem ativo no campo, intenso e ficar bem com a bola porque o time dele gosta de ficar bastante com a bola. Ele pede bastante isso pra mim. Ele tem me ajudado, dado força e só tenho a agradecer – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e GE

Notícias relacionadas