Reunião com Textor e gasto de R$ 20 mil mensais com equipe particular: como Patrick de Paula tenta redenção no Botafogo

65 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Reunião com Textor e gasto de R$ 20 mil mensais com equipe particular: como Patrick de Paula tenta redenção no Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Criticado por Luís Castro em entrevista coletiva na última segunda-feira (3/10), Patrick de Paula mantém o foco e busca conquistar seu espaço no Botafogo. É o que garantem pessoas próximas ao volante. “O Globo” e a “Coluna do Venê”, em “O Dia”, trouxeram a visão do jogador sobre os fatos.

De acordo com os dois veículos, Patrick de Paula gasta R$ 20 mil mensais com equipe própria de preparação. São dois personal trainers, sendo um específico de futevôlei para trabalhos na areia, um nutricionista, um quiroprata e um coach esportivo focado na preparação mental.

O volante esperava estar entre os relacionados para a partida contra o Palmeiras, mas não ficou insatisfeito ou chateado com a ausência na lista nem com as palavras de Luís Castro.

Segundo “O Dia”, Patrick de Paula teve conversa recente com John Textor, que “ressaltou o esforço do jogador para conseguir ter um bom desempenho”. Tanto o acionista quanto o diretor de futebol André Mazzuco acreditam no futebol do volante e deram voto de confiança.

Prejudicado por uma paralisia facial, Patrick perdeu jogos recentes e ainda busca o melhor nível para voltar a ser utilizado no Botafogo, no qual é a contratação mais cara da história e tem vínculo até 2026.

Fonte: Redação FogãoNET, O Globo e Coluna do Venê (O Dia)

Notícias relacionadas