Técnico do Botafogo explica substituição de Guilherme Santos no intervalo: ‘Estava bem exaltado’

45 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Rodrigo Pimpão e Guilherme Santos em Operário x Botafogo | Série B do Campeonato Brasileiro 2021
Reprodução/SporTV

O fator emocional foi a justificativa para o técnico Enderson Moreira ter sacado Guilherme Santos no intervalo da derrota do Botafogo para o Operário-PR por 1 a 0 nesta quinta-feira, em Ponta Grossa. O lateral-esquerdo se envolveu num bate-boca com o atacante Rodrigo Pimpão, da equipe paranaense, e acabou sendo trocado por Hugo.

– Temos que perceber quanto o jogador sai um pouco da linha da competitividade e se exalta um pouquinho. Não vi realmente o que aconteceu, mas vi que o Guilherme estava bem exaltado. Quando o jogador perde um pouquinho desse controle temos que ter cuidado, porque não podemos arriscar perder um atleta principalmente num jogo difícil como hoje. Preferimos tirá-lo. Não é maldade, nada, é porque o jogador quer muito vencer, um fala uma coisa, outro fala outra, achei por bem não arriscar de perder um atleta na segunda etapa – explicou Enderson, em entrevista coletiva.

Para o jogo do próximo domingo, contra o Brasil-RS, há a expectativa de que o lateral-esquerdo Jonathan Silva, recém-contratado, possa ser relacionado pela primeira vez pelo Botafogo. O jogador, que veio por empréstimo do Almería (ESP), já está regularizado, mas ainda aprimora a parte física.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas