Treta na internet: Felipe Neto e Mauro Cezar Pereira discutem no Twitter após empate do Botafogo

274 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Felipe Neto e Mauro Cezar Pereira discutem após Botafogo x Juventude
Reprodução/YouTube

O empate do Botafogo com o Juventude em 1 a 1 neste domingo, no Estádio Nilton Santos, gerou uma treta na internet entre o jornalista Mauro Cezar Pereira e o youtuber e torcedor alvinegro Felipe Neto. O comentarista criticou as vaias da torcida do Glorioso.

Patético alguns botafoguenses vaiando o time. Elenco formado durante o campeonato, que ainda está no começo. Não existe time montado instantaneamente. Festa antes do jogo sem apoio não ajuda. Seria a Fogomimimi?”, escreveu Mauro Cezar.

Irritado com o empate e com o comentário, Felipe Neto rebateu:

Ah vai tomar no teu cu, Mauro Cezar. Cansei”, publicou Neto, continuando:

Vai ofender nossa torcida na puta que pariu, clubista escroto”.

Felipe Neto seguiu desabafando contra o comentarista do SBT.

“Patético é ter q viver de babar as bolas de um único clube, se apresentando como jornalista esportivo sério, pra poder ter alguém q lhe dê audiência. Isso é patético. Eu estava lá na torcida, aplaudindo o PK e o time. Criticando quem vaiava. As vaias foram curtas. Agora, não me venha um torcedor pseudo-setorista de um rival chamar algo da nossa torcida de “patético”. Um sujeito q não entende nd sobre essa torcida e pq ela não tem paciência”, escreveu Felipe Neto.

Banner da loja do FogãoNET

“E pra quem tá falando “vc perdeu a razão ao xingar”, como disse, minha paciência está zero. E razão por razão, ele me ligou pra me xingar de otário e outras coisas. Desligou dps de ouvir: “quem é você pra falar da torcida do Botafogo?” E é isso. Fim de papo”, finalizou.

Mauro Cezar Pereira rebateu as críticas posteriormente.

“Alguns botafoguenses acham que basta contratar alguns jogadores e terão um time imbatível. Não, isso não funciona assim. Nisso esses botafoguenses são tão rasos quando os integrantes da Flamimimi. Esses infelizes acham que o dinheiro basta. Não basta, é preciso tempo e trabalho. Da mesma forma o dinheiro não permite que se mude de lado pura e simplesmente no terreno ideológico. Por aí estão reaças que usam o antagonismo forçado com fascistas para fazer marketing pessoal. E fica claro quando revelam seu comportamento típico de bolsomínio. O otário se trai”, escreveu Mauro.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas