Vice do Botafogo, sobre venda de Marcelo Benevenuto ao Fortaleza: ‘Estamos negociando, nenhum preço é dado de orelhada’

94 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Vinicius Assumpção - Botafogo - Acesso Total
Reprodução/Globoplay

O vice-presidente geral do Botafogo, Vinicius Assumpção, refutou as críticas da torcida sobre os valores especulados na venda do zagueiro Marcelo Benevenuto ao Fortaleza. O zagueiro está emprestado ao Tricolor do Pici até o próximo dia 31.

Segundo informações veiculadas pela imprensa no meio de dezembro, o Botafogo teria um acordo pela venda de Benevenuto ao Fortaleza por algo entre R$ 4 milhões e R$ 4,5 milhões, mantendo 10% dos direitos econômicos.

Primeiro, há uma negociação em curso. E eu evito falar de preços de uma negociação em curso. Assim que ela se concretizar – se ela se concretizar -, se for o caso, eu posso vir e explanar para a torcida uma declaração a respeito do que for. Só que ainda não há nada certo. Mas vale lembrar que o (Marcelo) Benevenuto é um zagueiro criado aqui na base, saiu daqui muito desvalorizado. Além disso, a torcida não queria ele aqui. Aliás, ele próprio não queria continuar aqui e acredito que a saída dele tenha sido bom tanto pro atleta quanto pro Botafogo. Ele deseja permanecer no Fortaleza e já externou isso para nós. Ele não tem vontade de voltar ao fim do empréstimo. É importante que todos saibam que nós temos um estudo de valuation e nós estamos negociando. Nenhum preço é dado de “orelhada” ou no escuro – afirmou o dirigente ao “Fogo na Rede”.

Assumpção negou ainda que o Resende receba alguma quantia do Botafogo pelo negócio. O clube do Sul Fluminense detém 35% dos direitos econômicos do zagueiro. Com a venda de Benevenuto, o Botafogo deve adquirir em definitivo o lateral-direito Vitor Marinho e o atacante Vitinho, que estavam no sub-20 e estão emprestados pelo Resende.

– Outro aspecto que eu preciso salientar é que a nossa negociação com o Fortaleza pelo jogador nada tem a ver com o Resende – clube que detém 35% do passe. O Botafogo tem 65% dos direitos do zagueiro e estamos negociando 55%. Confirmando-se a negociação, o Fortaleza passa a ter 55% do passe, o Botafogo 10% e o Resende os mesmos 35%. Saiu na mídia e muito se falou que o Botafogo teria que dar parte da negociação ao Resende, o que não existe. O Resende não receberia nenhum dinheiro. Se eles quiserem receber qualquer valor, os dirigentes do clube têm que ir negociar com o Fortaleza – explicou.

Fonte: Redação FogãoNET e Fogo na Rede

Notícias relacionadas