Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Análise: Botafogo muda esquema e se impõe com um a mais para vencer São Paulo e VAR

23 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Análise Botafogo x São Paulo

Na última partida da temporada no Nilton Santos, o Botafogo venceu o São Paulo por 1 a 0, gol de Matheus Babi. A expulsão de Reinaldo ainda no primeiro tempo mudou o rumo da partida e o Alvinegro soube explorar a superioridade numérica em campo. O novo treinador Marcelo Chamusca acompanhou o jogo.

Depois do fiasco do sistema com três zagueiros na partida contra o Goiás, o treinador interino Lúcio Flávio mexeu novamente na equipe titular. Para enfrentar o Tricolor Paulista montou o time em um 4-2-3-1 com Luiz Otávio e Kayque formando a dupla de volantes, Warley e Ênio nas pontas e Bruno Nazário por dentro. A primeira chance do jovem Ênio no 11 inicial foi defendida pelo treinador em entrevista pelo desempenho do jovem nos treinos. Cesinha e Matheus Nascimento, dos poucos destaques dessa reta final, voltaram para o banco depois do jogo apagado contra o Esmeraldino. Já a nova chance para o criticado Nazário no meio-campo ocorreu pela lesão de Caio Alexandre e a total ausência de outro jogador com característica criativa no elenco.

Análise Botafogo x São Paulo

O São Paulo veio para o jogo buscando a vitória para garantir a classificação direta à fase de grupos da Libertadores da América. E não demorou para o time paulista moldar o jogo ao seu estilo de posse de bola e passes curtos. O Botafogo sem a bola armou um 4-4-2 com os dois pontas fechando a segunda linha com os volantes e Nazário sobrando na frente com Navarro. A formação deixou o time compacto, mas a exigência de entrega tática sobre Warley e Ênio manteve a dupla longe das melhores posições para o contra-ataque. Na primeira chance que tiveram de explorar a péssima transição defensiva tricolor, aos 29 minutos, Ênio lançou Warley em jogada que culminou na expulsão do lateral Reinaldo.

Análise Botafogo x São Paulo

Com um a mais, o Glorioso, que até então tinha 34% de posse de bola, subiu as linhas, ocupou o campo de ataque e passou a pressionar intensamente o adversário. As chances de gol começaram a aparecer e o goleiro Tiago Volpi se destacou com quatro boas defesas no primeiro tempo. Atuando em um ataque mais posicional e menos em transição, os dois pontas cresceram no jogo como os principais fatores de desequilíbrio da equipe Alvinegra, ora com movimentos diagonais procurando jogar com Nazário e Navarro ora buscando a linha de fundo.

Outro destaque da primeira etapa foi a atuação de Kayque. Com contrato até o próximo dia 28, o garoto de 20 anos ainda carece de refinamentos técnicos, sobretudo no domínio e no passe, mas mostrou potencial para exercer o box to box, função do meia moderno que defende sua intermediária e chega no ataque pisando na área do adversário infiltrando como homem surpresa.

Análise Botafogo x São Paulo

Sentindo a vitória ao alcance, Lúcio Flávio sacou Kayque no intervalo para ter Matheus Babi como mais uma opção na área. Se a entrada do camisa 11 frustrou parte da torcida que anseia por ver Matheus Nascimento atuando mais próximo do gol, Babi aproveitou a primeira chance que teve para abrir o placar. Aos 12 minutos da segundo tempo, quando o Botafogo tinha quase 60% da posse desde a volta dos vestiários, Sousa esticou boa bola para Warley na direita que com espaço caprichou no cruzamento na cabeça do centroavante.

Análise Botafogo x São Paulo

Após o gol, o treinador alvinegro tratou de incentivar o time a manter o ritmo e seguir pressionando o adversário. A equipe continuou com mais posse de bola, mais finalizações, mas perdeu o controle do jogo por alguns instantes. Mesmo com um a menos, o São Paulo rondou a área alvinegra sem muita criatividade. O Botafogo que tinha espaço para contra-atacar acabou aproveitando pouco e chegou com perigo apenas uma vez com Warley.

Criatividade quem teve foi o árbitro para enxergar pênalti a favor dos paulistas. Depois ainda contou com a omissão do sempre intrometido arbitro de vídeo. Contudo o roteiro da última vitória do Glorioso, contra o Coritiba no Couto Pereira, se repetiu e o pênalti mal marcado novamente foi desperdiçado. Destaque para Diego Loureiro que fez excelente defesa em cobrança forte e rasteira de Luciano. O goleiro garantiu a vitória alvinegra.

Análise Botafogo x São Paulo

O Botafogo, que não vencia em casa desde outubro, encerrou sua campanha como mandante no campeonato com 19 jogos, três vitórias, cinco empates e 11 derrotas, 16 gols marcados e 30 sofridos. O último passo da longa e dolorida caminhada que foi a temporada 2020 será contra o Ceará, na quinta-feira (25).

Números do jogo:

Posse de bola – BOT 47% x 53% SAO
Passes certos – BOT 368 (86%) x 386 (84%) SAO
Cruzamentos – BOT 4/12 (33%) x 4/22 (18%) SAO
Bolas longas – BOT 31/61 (52%) X 21/52 (40%) SAO
Finalizações – BOT 19 (8 no gol) x 7 (1) SAO
Finalizações dentro da área – BOT 10 X 4 SAO
Chances claras – BOT 1 x 1 SAO
Disputas aéreas vencidas – BOT 10 X 17 SAO

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários