Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Análise: Botafogo não transforma controle em gols e perde para o Ceará

6 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Análise Ceará x Botafogo

No episódio final da temporada dramática do Glorioso, o Botafogo perdeu para o Ceará por 2 a 1 no Castelão. Apesar do bom desempenho coletivo, a pouca qualidade nas finalizações mais uma vez custou caro ao time. Time fechou a participação no Campeonato Brasileiro com 27 pontos e apenas cinco vitórias em 38 jogos.

Em sua despedida do comando interino do time, Lucio Flavio manteve a estrutura que funcionou muito bem contra o São Paulo. As únicas alterações foram a entrada de Cesinha no lugar de Bruno Nazário, que negocia sua transferência para o América-MG, e a volta de Matheus Babi ao time titular na vaga de Rafael Navarro. Autor do gol da última vitória alvinegra e artilheiro da equipe na temporada, Babi não tinha uma chance como titular desde o clássico contra o Fluminense, ainda sob o comando de Eduardo Barroca. Navarro emendou uma sequência de cinco jogos como titular em que marcou dois gols e mostrou muita disposição, mas teve uma queda de rendimento nos últimos dois jogos.

Análise Ceará x Botafogo

Enfrentando um Ceará já sem qualquer pretensão no campeonato, o jogo começou em ritmo lento. Com Cesinha caindo pela esquerda para jogar com Ênio e Kayque subindo para fazer companhia a Warley no lado direito, o Botafogo se posicionou bem no campo de ataque no começo do jogo e teve mais iniciativa para encontrar finalizações. A baixa intensidade de ambas as equipes, no entanto, resultou em um jogo de poucas oportunidades.

Aos 14 minutos, Kayque teve ótima chance após jogada de Warley, mas finalizou mal. Na sequência, após falha de Diego Loureiro na saída do gol, o Ceará abriu o placar em seu primeiro chute no jogo. O goleiro sentiu o erro e quase comprometeu novamente em jogada semelhante. Depois do gol o Ceará ficou mais confortável em campo. Recuou as linhas de marcação e explorou a velocidade no contra-ataque, principalmente com Léo Chu pelo lado esquerdo. Kevin, que não tem a marcação como o melhor dos seus atributos, sofreu com o jogador cearense. O Botafogo se colocou no campo de ataque, mas foi incapaz de trocar passes com velocidade para romper a defesa adversária.

Análise Ceará x Botafogo

Um mérito de Lucio Flavio nessa reta final foi mudar o sistema de saída de bola da equipe. Com Barroca, um volante (geralmente, Caio Alexandre) recuava entre os zagueiros para fazer uma saída com três jogadores. Os laterais subiam e tinham a responsabilidade de dar amplitude ao time, preenchendo o espaço nas pontas. Faltava ligação entre defesa e ataque com um meio-campo esvaziado. Agora, os dois zagueiros fazem a saída com o apoio dos laterais. Os pontas se mantêm abertos na última linha, enquanto os volantes e o meia centralizado ficam com a responsabilidade de criar opções de passes para os zagueiros e também de se aproximarem do ataque.

Análise Ceará x Botafogo

Cesinha fez um primeiro tempo de bastante movimentação, mas pouca produção por conta de erros de passe e decisões erradas. Na volta para o segundo tempo, Matheus Nascimento entrou para dar mais força e presença de área para o Glorioso. Correndo atrás do empate o Botafogo voltou mais agressivo para o jogo, dominou a posse de bola e criou mais chances de gol. Logo aos 12 minutos a pressão deu resultado e Babi igualou o marcador em cobrança de pênalti.

Após o empate, o Alvinegro esteve mais próximo de virar o jogo que o Ceará de marcar o segundo. Aos 35, o zagueiro Klaus foi expulso deixando os cearenses com um a menos. A essa altura, depois de colocar em campo Wendel e Rafael Navarro minutos antes da expulsão, Lúcio Flávio já não contava com grandes opções para mudar o time. Entraram ainda Davi Araújo e Lecaros. O castigo veio nos acréscimos quando os dois times pareciam satisfeitos com o empate. Saulo Mineiro já tinha perdido duas chances e não desperdiçou a terceira.

Análise Ceará x Botafogo

A melancólica temporada alvinegra terminou com 13 vitórias, 19 empates e 26 derrotas. Em apenas 12 dos 58 jogos o time saiu de campo sem sofrer gols e em 23 não balançou as redes. Por fim, marcou 53 gols e sofreu 81, registrando um saldo negativo de 28. O Botafogo colecionou eliminações prematuras no Carioca e na Copa do Brasil e foi rebaixado sem lutar a cinco rodadas do fim do Campeonato Brasileiro. O único motivo de comemoração do torcedor em 2020 é que, enfim, em fevereiro de 2021, o ano acabou.

Em menos de uma semana a nova temporada se inicia e os desafios prometem ser ainda maiores. Na próxima quarta-feira (3), o Botafogo enfrenta o Boavista em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Carioca.

Números do jogo:

Posse de bola – BOT 53% x 47% CEA
Passes certos – BOT 455 (91%) x 408 (84%) CEA
Cruzamentos – BOT 9/22 (36%) x 1/12 (8%) CEA
Bolas longas – BOT 21/30 (70%) X 19/40 (48%) CEA
Finalizações – BOT 17 (3 no gol) x 12 (6) CEA
Finalizações dentro da área – BOT 11 X 8 CEA
Chances claras – BOT 2 x 3 CEA
Desarmes – BOT 9 X 13 CEA

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários